Internacionales

MS – FRONTEIRA – Caças da Força Aérea reforçam ações em fronteiras contra o narcotráfico

Ontem , na Capital, movimentação das aeronaves A-29, em missão de patrulhamento – Foto: Paulo Ribas / Correio do Estado
Aviões de caça e helicópteros da Força Aérea Brasileira (FAB) estão sendo empregadas em patrulhamento contra o tráfico de drogas e contrabando sobre as fronteiras com a Bolívia e Paraguai, na Operação Ostium. Além de ajudar no monitoramento de deslocamentos terrestres por estradas vicinais, o aparato militar tem por objetivo coibir voos irregulares que possam estar ligados a crimes como o narcotráfico.

INMOBILIARIA CAPITANBADO
PUBLICIDAD:
“Lo que Buscas,Nosotros Tenemos”

Para dar suporte ao policiamento, radares móveis foram instalados em Corumbá e Dourados. Também deverão ser utilizados nas ações militares, além de caças A-29 Super Tucano, helicópteros H-60 Black Hawk e AH-2, aviões-radar E-99, aeronaves de reconhecimento R-35A e RA-1 e Aeronaves Remotamente Pilotadas (ARP) RQ-450. As operações devem prosseguir até o fim do ano.

ROTA AÉREA

Traficantes tem insistido no transporte aéreo de grandes volumes de drogas, especialmente da cocaína boliviana, na tentativa de escapar do policiamento rodoviário, afunilado para a BR-262, para quem deixa o país vizinho por Corumbá. (Correio do Estado.)

TURU REMATE.
PUBLICIDADE

Comentarios

Más popular

Arriba