Fronteira

EX-PREFEITO DE CEL.SAPUCAIA EURICO MARIANO PRESO EM CAPITAN BADO

Agentes de contra delitos economicos detienen a ex prefeito de Coronel Sapucaia Eurico Mariano que tiene contra si tres mandados de prision y esta acusado del homicídio del periodista Samuel Roman en Coronel Sapucaia,ciudad vecina a Capitan Bado.

Eurico Mariano es un empresario en Capitan Bado, tine una fabrica de arroz (CARAY) A 500 metros de la comisaria quarta de Bado.

El empresario vive desde 2007 en Capitan Bado mismo con orden de captura internacional…$$$$$

Eurico Mariano é condenado a mais de 17 anos de prisão

Casos: Samuel Román
Eurico Mariano é condenado a mais de 17 anos de prisão
MATO GROSSO DO SUL – O ex-prefeito de Coronel Sapucaia, Eurico Mariano, foi condenado a 17 anos e nove meses de reclusão por homicídio doloso (artigo 121). Ele foi considerado o autor intelectual do assassinato do radialista Samuel Román, morto naquela cidade em 20 de abril de 2004. O julgamento, que havia sido adiado duas vezes, foi finalmente realizado no dia 10 de agosto. O advogado de defesa do ex-prefeito recorreu da sentença.

Román era apresentador do programa de rádio “A voz do povo” na Rádio Conquista FM, em Coronel Sapucaia, próximo à fronteira do Brasil com o Paraguai. Antes de morrer, denunciou irregularidades cometidas pelo prefeito na sua administração.

____APP FM CAPITANBADO
PUBLICIDADE
Oi pessoal to passando pra informar que nosso site CapitanBado.com já tem o seu próprio App da FM CAPITANBADO, sua radio para Android e o mais legal ele é GRATIS. E gostaria de pedir para todo os nossos internautas que instalem, comente e avalie o aplicativo para assim ir melhorando o App.- FM Capitán Bado: http://www.migre.me/q2ZKp

==================================

Campo Grande News, www.campogrande.com/view.htm?id=388054
10 de agosto de 2007

O ex-prefeito de Coronel Sapucaia Eurico Mariano foi condenado a 17 anos e 9 meses de prisão por ser o mandante do assassinato do radialista Samuel Roman, executado a tiros em abril de 2004 em Coronel Sapucaia, na fronteira com o Paraguai.

A defesa do ex-prefeito apelou da decisão com pedido da anulação do julgamento, que será avaliado pelo Tribunal de Justiça. Mariano ganhou o beneficio de aguardar a decisão do recurso em liberdade, pois tem residência fixa e compareceu a todos os tramites do processo.

Segundo um dos advogados de defesa do ex-prefeito, Ricardo Trad, o recurso se baseia na anexação aos autos do processo, segundo ele, fora de prazo, de uma transcrição de uma gravação realizada pela polícia durante o inquérito policial que não havia sido anexada no inquérito quando relatado.

Ele protestou, também, contra um quesito colocado, segundo ele, de forma complexa aos jurados para a resposta na sala fechada, que poderia, segundo a defesa, ter confundido os jurados.

O julgamento, realizado nesta sexta-feira em Amambaí, durou mais de 12 horas. A sessão aconteceu com plenário lotado, no prédio do Tribunal do Júri, anexo ao Fórum da Comarca em Amambai e foi presidida pelo juiz de Direito César de Souza Lima. Os jurados acataram na íntegra a tese defendida pela acusação, ou seja, o Ministério Público Estadual.

Dez pessoas foram denunciadas pelo crime, a maioria cidadãos paraguaios. Dos réus, pelo menos quatro foram assassinados – três em 2005 e um este ano. Nenhum acusado foi julgado, pois o ex-prefeito é o único que não está foragido. O promotor Ricardo Rotunno, que atua no caso desde o inicio, sustenta que Mariano encomendou o crime para “calar” o radialista, que fazia denúncias contra ele.
Ele é alvo de inúmeros processos na Justiça, dois deles por tentativa de homicídio, um por lavagem de dinheiro, na Justiça Federal, na mesma ação em que é processado o traficante carioca Luis Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar. Também foi processado por improbridade administrativa, na época em que foi prefeito.
http://www1.sipiapa.org/casosimpunidad/eurico-mariano-e-condenado-a-mais-de-17-anos-de-prisao/

PUBLICIDADE.

=====================================================

Comentarios

Más popular

Arriba