Frontera

PF apreendeu dinheiro na ação que combate união do tráfico e doleiros

Vídeo divulgado pela Polícia Federal de Curitiba mostra cumprimento de mandado de busca e apreensão.

A operação Efeito Dominó, realizada hoje (dia 5) pela PF (Polícia Federal) e que mostra a convergência de interesses do tráfico e de doleiros para lavagem de dinheiro, fez apreensão de dinheiro em Dourados.

Vídeo divulgado pela Polícia Federal de Curitiba (Paraná), que coordena ação realizada nesta terça-feira, mostra grande quantidade de cédulas de R$ 100 no cumprimento de mandado de busca e apreensão em Dourados. A operação é realizada em Mato Grosso do Sul, do Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Paraíba, Distrito e Federal e São Paulo.

Em Mato Grosso do Sul, os mandados são cumpridos em Campo Grande (um mandado de prisão preventiva e um mandado de busca), Amambai (um mandado de busca e apreensão) e Dourados (um mandado de prisão temporária e um mandado de busca e apreensão).

Na simetria de interesses entre o tráfico e doleiros, a investigação aponta de um lado a necessidade de disponibilidade de grande volume de reais em espécie para o pagamento de propinas à clientela dos doleiros.

Do outro, traficantes internacionais como Luiz Carlos da Rocha, o Cabeça Branca, que possuíam disponibilidade de recursos em moeda nacional e necessitavam de dólares para efetuar as transações internacionais com fornecedores de cocaína.

O nome “Efeito Dominó” é uma alusão ao fato de existir um efeito em cascata no tráfico internacional de entorpecentes, pois o dinheiro necessita de forte estrutura de lavagem, com movimentação de recursos em espécie no País a partir de intervenção de doleiros.

Ao todo, 90 policiais federais cumprem 26 ordens judiciais, sendo 18 mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão preventiva e três mandados de prisão temporária.CGNEWS

PUBLICIDAD.
CERPA CERVEJARIA – Inspirada em você

Comentarios

Más popular

Hasta arriba