Frontera

Homem morto a tiros de fuzil era pistoleiro e usava documento falso

O homem executado a tiros de fuzil AK 47 na tarde desta sexta-feira (16) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande, usava identidade falsa e era acusado de homicídios no Brasil e no Paraguai.


De acordo com agentes da Divisão de Homicídios da Polícia Nacional, o nome Alejandro Manoel Rodriguez era falso. O verdadeiro nome dele era Edgar Morinigo, procurado por vários crimes de pistolagem na região de fronteira.

Por volta de 13h de hoje, Edgar seguia em uma moto pela Rua Toledo, no bairro San Juan Neuman, quando pistoleiros em uma caminhonete Toyota Hilux passaram do lado e começaram a atirar. A vítima levou vários tiros na cabeça e no peito e morreu na hora.

A polícia tenta localizar uma mulher que estaria na garupa da moto e desapareceu após o tiroteio. A promotora de Justiça Katia Uemura acompanha as investigações.
Campo Grande News

ITAPOPO HOME CENTER.

Comentarios

Más popular

Arriba