Brasil

Ventos fortes e chuva em MS estão previstos até domingo

Sol predomina na sexta-feira, mas sábado e domingo previsão é de mais chuva.

Uma previsão especial do tempo divulgada na manhã desta terça-feira (15), pelo Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul (Cemtec), antecipa a ocorrência de ventos moderados a fortes e chuvas de até 30 mm, com encerramento no domingo (20). Para hoje, o Cemtec prevê ventos fortes e chuva de moderada a forte para toda região centro-sul.

Na manhã desta terça-feira, entre às 9 e 10 horas, uma forte ventania atingiu a Capital e de acordo com o Cemtec a força dos ventos foram de 57 km/h. Apesar da intensidade não houve registros de queda de árvores. Segundo o Cemtec, chuvas fracas podem atingir a região sul do Estado e chuvas fortes a região sudoeste. O Cemtec alerta para o problema do solo já saturado, que mesmo recebendo chuva fraca, o acumulado do dia pode ser significativo.

Para quarta-feira (16), o Centro de Monitoramento prevê um dia úmido para todo o Estado. A chuva deve ser fraca, mas persistentes, ou seja, ficará chovendo poucos milímetros durante o dia. Em algumas regiões poderá ter pancadas fortes e de curta duração.

Na quinta-feira (17) as chuvas devem se concentrar na Capital, segundo o Cemtec a tendência é de um volume aproximado de 15-10 mm, mas as pancadas devem ser de curta duração.

O sol volta na sexta-feira (18), onde deve predominar na maioria das regiões. A chuva fraca continuará no sul do Estado, mas para nas regiões Pantaneira, Norte e do Bolsão a chance de chuva é baixa.

No sábado (19), há possibilidade de pancadas de chuva fortes na região sudeste como: Porto Murtinho, Caracol, Bela Vista, Antônio João, Ponta Porã, Jardim e Guia Lopes da Laguna. o extremo sul a tendência é de chuva de até 20 mm.

O domingo (20), fecha com muita chuva no extremo sul e região sudeste, a previsão é de aproximadamente um volume de 30 mm.

Ainda segundo o Cemtec, Dourados e Ponta Porã registraram um acumulado de chuvas de 30,2 % e 71,5% acima do histórico, respectivamente.

Comentarios

Más popular

Arriba