Fronteira

Vento forte e granizo no Paraná

Vento forte e chuva de granizo provocaram diversos estragos em Cianorte, no noroeste do Paraná, em Cornélio Procópio e Santa Mariana, no norte do estado, nesta quarta-feira (23). Em Cianorte, os ventos ultrapassaram os 100 km/h, segundo o Instituto de Meteorologia Simepar.
12325162_187120025011295_204681514_n

12443117_187120101677954_1872743856_n

12498740_187120198344611_546951845_n

12498754_187120165011281_1541518220_n

12516351_187120128344618_584802648_n

12516446_187120191677945_1398080063_n

12516482_187119885011309_1185708220_n

12571274_187119705011327_1616301228_n

12596153_187119888344642_787919996_n

12596221_187119701677994_909150129_n

12884418_187120158344615_1203660371_n

12895307_187120201677944_1100822606_n

cornelio_procopio_-_arvore_arrancada
O município do noroeste estava sem comunicação até as 17h30, quando técnicos da empresa de telefonia Oi trabalhavam para descobrir o problema. Telefones da prefeitura, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar , por exemplo, não estavam funcionando.

Algumas casas ficaram destelhadas, o forro do terminal urbano ficou destruído, várias árvores e galhos caíram nas ruas e avenidas na região central de Cianorte e algumas placas foram arrancadas com a força do vento. Houve registro de alagamentos em algumas regiões.

Estragos também foram registrados em Santa Mariana e Cornélio Procópio. Ao contrário de Cianorte, essas duas cidades foram atingidas por chuvas de granizo. Os bombeiros ainda não contabilizaram a quantidade de imóveis destelhados nas duas cidades.

Em Cornélio Procópio, árvores e postes de energia caíram sobre vários carros, há registros de alagamentos, destelhamentos e pessoas ilhadas. A Copel informou que 9 mil unidades consumidoras estão sem luz. Assim como em Santa Mariana, técnicos estão nas ruas para restabelecer a energia nesses locais.
PUBLICIDADE;
banner-anuncie

Em Santa Mariana, mais de 4.900 unidades consumidoras, ou mais de 90% dos imóveis, estão sem luz porque diversos postes de energia elétrica caíram. Segundo a Copel, técnicos estão nas ruas para restabelecer o serviço o mais breve possível. Além de casas destelhadas, o telhado de um posto de combustíveis ficou destruído após a passagem do temporal.

O prédio da delegacia foi danificado devido a chuva forte. Vidros quebraram e o prédio foi alagado, com isso computadores e arquivos foram danificados. Os seis presos que estavam na carceragem foram transferidos para a cadeia de Cornélio Procópio.

Fotos: Arquivo pessoal/Luiz Carlos Lucas, Reprodução RPC, Arquivo pessoal/Claudemir Borges, Internauta/Marechal News.

PUBLICIDADE:
11988295_1097238203668115_3110860255016875115_n

Comentarios

Más popular

Arriba