Otros

'Valentes', mulheres têm se destacado como autoras de tiros na Capital

Depois do caso de Thamara Arguelho, 21 anos, que matou a tiros a rival Victória Correia Mendonça, 18, na semana passada, ocorrências policiais em que mulheres são apontadas como autoras de disparos de arma de fogo, sem instrução para manuseio de armas, tornaram-se rotina nas delegacias de Campo Grande. Dois casos ocorreram na noite de ontem (24).
PUBLICIDADE:
art forma 1

No primeiro episódio, por volta das 18h30min, homem, de 43 anos, foi alvo de tiros que teriam sido disparados por mulher, aparentemente de 60 anos, depois de batida no trânsito. Consta em registro policial que o homem dirigia Golf pela rotatória perto do Shopping Bosque dos Ypês quando teve o parachoque do carro atingido por Evoque Pure, que era conduzido por mulher. Ela não parou, continuou o trajeto, mas foi seguida.

Segundo declaração, a motorista parou na entrada de chácara, na região do Nova Lima, e desceu atirando na direção do carro que recém havia batido. O homem não foi atingido e a mulher fugiu.

O outro caso aconteceu poucas horas depois, na Rua Luiz Carlos Siufi, no Jardim Colúmbia. Jovem, de 26 anos, teria atirado na casa do ex-marido. Ela, assim como o ex, já estão em outro relacionamento. Ainda assim, a jovem tem feito constantes ameaças, conforme denúncia. Correio do estado
PUBLICIDADE:
1argamasa grudabem

Comentarios

Más popular

Arriba