Fronteira

Tesouro estima que déficit primário atingirá R$ 110 bilhões

O secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Saintive, disse que o déficit primário do governo federal pode chegar a aproximadamente R$ 110 bilhões em 2015.

O déficit primário é o resultado negativo nas contas públicas sem considerar o pagamento dos juros da dívida.

O cálculo inclui o dinheiro – estimado em R$ 11 bilhões – que deixará de entrar, na hipótese de não realização do leilão das hidrelétricas, previsto para novembro.
PUBLICIDADE:
anuncie7
O cálculo sobre o déficit primário do secretário inclui também os valores que devem ser pagos pela União este ano para compensar o atraso no repasse de recursos a bancos públicos – que deixaram de ser pagos no primeiro semestre de 2014 – destinados a benefícios sociais.

Segundo o secretário, esses recursos devem atingir R$ 50 bilhões.

A estimativa envolve também a meta de déficit primário de R$ 51,8 bilhões, referente ao orçamento de 2015, prevista pelo deputado Hugo Leal (PROS-RJ), relator do projeto de lei que altera a meta fiscal deste ano

Segundo Marcelo Saintive, do total do déficit previsto, R$ 17 bilhões já foram repassados pelo governo, até setembro, aos bancos federais.

O secretário do Tesouro Nacional afirmou que esse valor leva seis meses para ser contabilizado. O segundo semestre de 2014, o pagamento apurado cai em 2015. Por isso, que a gente faz um corte em 2014”, disse.

Ao comentar o valor do déficit, Marcelo Saintive acrescentou: “É mais ou menos o valor que eu encontrei. Tem atualizações [por isso, o resultado]”, disse o secretário.

O governo espera o entendimento do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a questão do repasse a bancos públicos para saber como irá quitar as dívidas.

Hoje (29), pela manhã, o secretário Marcelo Saintive, anunciou que o déficit fiscal do Governo Central de janeiro a setembro deste ano atingiu R$ 20,938 bilhões, o pior da série histórica que começou em 1997.

O déficit é 24,6% superior ao do mesmo período do ano passado já corrigido pela inflação.

O governo central engloba o Tesouro Nacional, a Previdência Social e o Banco Central. No ano passado, o resultado ficou negativo em R$ 15,716 bilhões.EXAME
PUBLICIDADE:
capa 2

Comentarios

Más popular

Arriba