Otros

Temer anuncia setor na PF para combater violência contra mulher

Temer anuncia setor na PF para combater violência contra mulher

O presidente da República em exercício, Michel Temer, anunciou nesta sexta-feira, dia 27 de maio, a criação de um departamento na Polícia Federal para coordenar o combate a crimes contra a mulher.

Por meio de sua conta no Twitter, ele repudiou “com a mais absoluta veemência” o estupro coletivo da adolescente de 16 anos, cometido por 33 homens, no Rio de janeiro.

“Vamos criar um departamento na Polícia Federal tal como fiz com a delegacia da mulher na Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Ela vai agrupar informações estaduais e coordenar ações em todo país”, escreveu o presidente em exercício.

De acordo com a assessoria do presidente em exercício, Temer pretende contar com a atuação de mulheres nesse trabalho. Além disso, ele está verificando como será o formato da área, que terá uma estrutura dentro do Ministério da Justiça para coordenar o combate ao crime contra a mulher.

Temer classificou o crime no Rio como “bárbaro”. “Repudio com a mais absoluta veemência o estupro da adolescente no Rio de Janeiro. É um absurdo que em pleno século 21 tenhamos que conviver com crimes bárbaros como esse”, afirmou.

Ele escreveu que o governo está “mobilizado” para punir “com rigor” os autores do estupro e da divulgação do ato.

“Nosso governo está mobilizado, juntamente com a Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro, para apurar as responsabilidades e punir com rigor os autores do estupro e da divulgação do ato criminoso nas redes sociais”, disse.

O presidente em exercício afirmou que o ministro da Justiça, Alexandre Moraes, convocou reunião com os secretários de segurança pública de todo país para esta terça-feira (31). “Tomaremos medidas efetivas para combater a violência contra a mulher”, afirmou.

Ministro da Justiça

Mais cedo, o ministro da Justiça, Alexandre Moraes, já havia divulgado uma nota à imprensa em que repudiava “veementemente o hediondo crime praticado contra uma adolescente de 16 anos”.

Segundo ele, “o estupro representa a maior violência à dignidade da mulher e deve ser duramente reprimido”. Moraes colocou a pasta à disposição da Secretaria de Segurança do Rio para ajudar nas investigações. Ele informou ainda que o tema da violência contra a mulher será discutido em uma reunião com os secretários estaduais na próxima terça-feira.

Comentarios

Más popular

Arriba