Economia

Sem controle, alimentos circulam no país com agrotóxico irregular

Sem controle, alimentos circulam no país com agrotóxico irregular

O controle dos níveis de agrotóxico nos alimentos está bem aquém do esperado. É o que diz um documento obtido pela Folha de S. Paulo, que indicam que a fiscalização, quando feita, atinge apenas uma pequena parte dos produtos e reprova até um terço deles.

Como exemplo, a publicação usa uma amostragem da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), cuja análise indica que 31% dos produtos da cesta básica de São Paulo, em 2014, continham agrotóxicos proibidos ou em quantidade acima da permitida.

A situação crítica pode ser constatada na Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais), em São Paulo, também. O maior armazém comercial da América Latina, por onde passam cerca de 30% de toda a produção nacional de alimentos atualmente, só coletou duas amostras de bananas para monitoramento durante todo o ano passado, de acordo com documento do Ministério da Agricultura. “Não há controle, nunca vi nada. E trabalho aqui há 20 anos”, afirma o feirante Cláudio de Jesus, 39, dono de uma banca de legumes na feira que funciona semanalmente dentro da Ceagesp, na zona oeste da capital paulista.

O Brasil é um dos maiores consumidores de agrotóxicos do planeta, segundo a Folha. Entre as substâncias usadas no país, algumas são potencialmente cancerígenas e banidas da União Europeia e de países como China e Índia.

Fonte: Brasil ao Minuto

Comentarios

Más popular

Arriba