Otros

Saiba o que comer quando estiver com baixa imunidade

Você sabia que pode proteger a saúde e prevenir doenças de forma natural? Basta optar pelos alimentos certos, ricos em vitaminas, minerais e outras substâncias que fortalecem as defesas do organismo e acabam com a baixa imunidade.

Apenas consumindo a recomendação diária de frutas e vegetais, que é de cinco porções porções, já é possível garantir uma melhora para o sistema imunológico. Mas alguns alimentos são ainda mais eficientes na tarefa de proteger o organismo. Além disso, manter a boa qualidade do sono, fazer exercícios físicos e controlar o estresse também é importante.
MERCADO ECONOMIA.
PUBLICIDADE:
d09166e5-632e-45f3-a74c-a50fed6ad83a

baixa imunidade
Frutas e vegetais devem fazer parte do cardápio diário de toda a família. Foto: iStock, Getty Images
Alimentos que aumentam a imunidade

As frutas cítricas estão entre os principais alimentos que combatem a baixa imunidade. Laranja, limão e kiwi são ricos em vitamina C, antioxidante que aumenta a resistência do organismo. Mas nenhum se compara a acerola, que possui até 50 vezes mais vitamina C que a laranja, agindo na reconstituição dos leucócitos em períodos de queda de resistência.

Opções como tomate, brócolis, couve e pimentão verde e vermelho também são fonte de vitamina C. Outro nutriente importante é o ácido fólico, que auxilia na formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo. Está presente em vegetais verdes escuros, feijão, cogumelo shimeji e fígado.

Já a carne, cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico), são ricos em zinco, que ajuda no combate de resfriados, gripes e outras doenças causadas pela baixa imunidade.

As oleaginosas, como noz, castanha, amêndoa e óleos vegetais também são ricas em vitamina E, benéfica principalmente para os idosos, pois ajuda a evitar a diminuição da atividade imunológica causada pela idade avançada.

O tomate, além de rico em vitamina C, também é fonte de licopeno, aliado na eliminação dos radicais livres do organismo. O selênio também tem essa função e está presente em alimentos como castanha-do-Pará e cogumelos (champignon).
PUBLICIDADE;
orto

Considerado um superalimento contra a baixa imunidade, o gengibre é rico em vitaminas C, e B6, além de contar com ação bactericida, ajudando a tratar inflamações e fortalecer as defesas do organismo.

Já os probióticos, presentes em iogurtes e leites fermentados, possuem micro-organismos que também fortalecem o sistema imunológico. O alho, por sua vez, é fonte de alicina, que estimula a resposta imunológica.

Por último, os chás também ajudam a combater a baixa imunidade, entre eles o verde e o branco, ricos em catequina, um poderoso antioxidante. Vale a pena incluir no seu cardápio diário.

Outros cuidados para evitar a baixa imunidade

Além de manter uma dieta equilibrada e com os alimentos certos, outros hábitos também ajudam a proteger as defesas do organismo. Um deles é evitar o estresse, que leva o organismo a liberar hormônios chamados corticosteroides, conhecidos por sua atividade imunossupressora.

Manter a qualidade do sono é outro fator importante. Noites mal dormidas ou poucas horas de sono aumentam o nível de estresse do organismo e, consequentemente, reduzem a imunidade. O ideal é dormir entre sete a oito horas por noite.

Beber bastante água diariamente ajuda não só na hidratação e renovação celular, mas também na lubrificação das vias aéreas, evitando que infecções e alergias atinjam o corpo.

CHOCADEIRA PANTANAL
PUBLICIDADE.
13226775_132649397151746_3477280541821987743_n

Comentarios

Más popular

Arriba