Brasil

Quem é o chinês HNA Group, que comprou 23% da Azul

– O grupo chinês HNA acabou de anunciar um investimento de 450 milhões de dólares na Azul, por uma participação de 23,7% de participação na companhia aérea. O HNA Group se torna, assim, o maior acionista individual da brasileira e poderá indicar um membro ao conselho de administração.

O objetivo é “se beneficiar do tráfego substancial entre a China e o Brasil, que são fortes parceiros globais no comércio”, com desenvolvimento de novas rotas, expansão de programas de fidelidade e com code sharing, diz o grupo em comunicado.

Este é o segundo investidor estrangeiro que entra na Azul em poucos meses. Em junho, a americana United Airlines comprou 5% da brasileira por 100 milhões de dólares – ela também passou a contar com um membro no conselho de administração.

A entrada de capital vem logo após a compra da portuguesa TAP, em junho, numa disputa contra a Avianca.

De turismo a financiamentos

O primeiro avião do HNA Group voou pela primeira vez em maio de 1993. Em pouco mais de 20 anos, ele passou de uma pequena companhia aérea chinesa a um conglomerado gigante, com negócios nas áreas de aviação, indústria, finanças, turismo e logística.

O grupo chinês controla de supermercados a bancos, de arrendamento de cointainers e logística a agências de turismo, com mais de 110.000 funcionários em todo o mundo.

O grupo figurou pela primeira vez na lista das 500 maiores empresas do mundo da Fortune este ano, ficando na 464a posição.

Em 2014, o lucro somou 206 milhões de dólares, 26% a mais que no ano passado. O faturamento foi de 25,65 bilhões de dólares, aumento de 36%.

O braço de aviação é o mais forte dentro do grupo. A HNA Aviation opera Hainan Airlines, Tianjin Airlines, Deer Jet, Lucky Air, Capital Airlines, West Air, Fuzhou Airlines, Urumqi Air, Yangtze River Express, MyCARGO, Africa World Airlines, Aigle Azur e outras companhias.

O grupo é o maior cliente da Embraer na Ásia e a subsidiária Tianjin foi a primeira chinesa a comprar o jato E190 da Embraer, tendo hoje 50 aviões desse modelo.

A Hainan Airlines é a maior companhia aérea privada da China e a quarta maior em tamanho de frota, com 561 aeronaves. Ela opera mais de 630 rotas nacionais e internacionais para 210 cidades na China e no Mundo.

Já na sua divisão financeira, a HNA Capital atua em leasing, seguros, bancos, serviços financeiros, fundos, entre outros. Na área de leasing, a Bohai Leasing arrenda aviações, navios e estruturas de infraestrutura, além de ser a maior do mundo em arrendamento de containers.

O segmento de turismo opera em conjunto com serviços financeiros e de comércio eletrônico, levando 30 milhões de viajantes a cada ano para a Ásia, Europa e Américas. Ela possui 89 agências de turismo e opera o cruzeiro de luxo Henna.

A TransForex, casa de câmbio do grupo, atua em 23 cidades com 500 localidades.

Com mais de 440 hotéis pelo mundo, o HNA Hospitality é uma das maiores companhias hoteleiras na China. Também controla os Hotéis e Resorts Tangla.

O grupo gerencia, ainda, 8 aeroportos que tiveram um fluxo de 38 milhões de passageiros no ano passado.

A companhia de negócios imobiliários tem investimentos em 33 projetos. Atualmente, a área que está em construção é de 5 milhões de metros quadrados, mais de 600 campos de futebol.

O grupo ainda atua no varejo, com 330 lojas em várias áreas. São dele as lojas de departamento chinesas Xi’an MINSUNg e os supermercados Hunan JOINDOOR e Shanghai Jiadeli. 

No mundo

O grupo está expandindo sua atuação para fora do território chinês.

Recentemente, ele adquiriu o Swissport, maior provedor de serviços de carga no solo do mundo. A companhia suíça foi adquirida por 2,7 bilhões de francos suíços. A empresa suíça opera serviços de carga em 270 aeroportos em 48 países.

Na Bélgica, o grupo detém três hotéis de quatro estrelas e, na Turquia, controla a myTECHNIC, empresa de manutenção de aeronaves e aeroportos.

Também são do grupo a SinOceanic Shipping, empresa da Noruega de fretamentos e investimento em navios de containers, a Ghana AWA Airlines Company, companhia aérea africana, e a Seaco SRL, empresa de arrendamento de containers de Cingapura.

Comentarios

Más popular

Arriba