Otros

Quadrilha presa pela PF tinha ramificação em MS

Quadrilha presa pela PF tinha ramificação em MS

A PF (Polícia Federal) prendeu ontem (12) 13 pessoas durante a operação batizada de “Falange” – veja aqui -, que investiga o tráfico de drogas com ramificações nos estados de São Paulo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

As investigações apontaram que o grupo movimentou R$ 9 milhões em uma conta nos últimos três anos. Ainda de acordo com o a polícia, durante os dez meses da operação foram presas 24 pessoas no total e apreendidos 73,5 quilos de maconha e 402,2 quilos de cocaína, cujo valor é estimado em R$ 5,5 milhões, além de uma arma de nove milímetros, R$ 150 mil e 13 mil dólares.

De acordo com o jornal A Cidade, a Polícia Federal apurou que a droga saía de Ponta Porã e era enviada para o Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina. O transporte, geralmente, era feito em fundos falsos de caminhões.

Dois irmãos são apontados como os chefes do grupo, sendo que um ficava em Ribeirão Preto (SP) e outro em Balneário Camboriú (SC).

Segundo o delegado da Polícia Federal Daniel Vizicato, a maior parte da droga apreendida em toda operação estava no interior paulista.

“Apenas 100 kg da cocaína estava no Rio Grande do Sul. Grande parte da droga apreendida foi encontrada em fundos falsos de caminhões”, revelou ao jornal.

O delegado confirmou que 87,6 kg de pasta base de cocaína, cuja apreensão foi realizada no último dia 3 de maio pela Polícia Federal no interior paulista também pertenciam ao grupo.

A pasta base foi encontrada em um caminhão, que vinha do Mato Grosso do Sul. Três homens foram presos durante a ação.

Essa apreensão ocorreu em um posto de combustíveis às margens da rodovia Anhanguera. A droga estava em um fundo falso abaixo do banco do motorista, de acordo com a polícia.

Comentarios

Más popular

Arriba