Brasil

Preço do boi gordo atinge R$ 140/@ em MS, com alta de 4,4% frente a 2015

Preço do boi gordo atinge R$ 140/@ em MS, com alta de 4,4% frente a 2015

No período de 01/08 a 19/09 a arroba no Mato Grosso do Sul registrou movimento de alta. Em setembro o valor da arroba do boi atingiu média de R$ 140,00. A cotação do boi teve alta de 4,4% em relação ao mesmo período de 2015, quando a arroba do boi gordo registrou uma média de R$ 134. Os dados sobre o mercado da bovinocultura de corte foram apresentados no último Informativo Casa Rural, desenvolvido pelo Departamento de Economia do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS.

Para a analista econômica do Sistema Famasul, Eliamar Oliveira, uma das justificativas para que os preços deste ano estejam acima do nível de 2015 é a oferta restrita de animais. “O número de abates está menor. Com uma oferta menor, há aumento de preço”, explica. A economista também salienta que até o primeiro semestre, o consumo de carne ainda está reduzido. “Agora no segundo semestre, principalmente quando se aproximam as festas de fim de ano e há o 13º salário, a tendência é o aumento de demanda, o que pode influenciar nos preços”, ressalta.
INMOBILIARIA. CAPITANBADO.
PUBLICIDADE:
11986443_1914721322085846_5295716831903172404_n

Mercado Externo

O volume de exportações de carne bovina in natura em agosto foi de 9,2 mil toneladas, levando ao faturamento total de US$ 39,5 milhões. O número de exportações apresentou alta de 22,% contra 7,5 mil toneladas do mesmo período do ano passado, e aumento de receita em 14,6% em relação aos US$ 34,5 milhões.

A analista econômica explica que essa alta no volume de exportações se deve à mudança de mercado em relação aos países importadores. Além disso, quando o consumo interno está reduzido, há preferência pelo mercado externo. “Essa influência do mercado interno reduzido leva à ampliação de relações comerciais com outros mercados, o que contribui para o aumento das exportações”, afirma Eliamar.

O Chile é o principal destino da carne bovina sul-mato-grossense pelo terceiro mês consecutivo, com participação crescente. No mês de junho representava 19,7% do total e agora passou a responder por 30,1% do volume enviado ao exterior. Hong Kong ocupa a segunda posição com 16,2%, e em terceiro está a Rússia com 11,1%.

Em relação ao acumulado de janeiro a agosto, Mato Grosso do Sul exportou 6,3% a mais em 2016, totalizando 71,8 mil toneladas frente as 67,5 mil toneladas de 2015. No entanto, houve redução no faturamento de receita. Foram US$ 294,5 milhões contra os atuais US$ 286,8 milhões, representando uma queda de 2,6%.

Segundo Eliamar, a queda na receita é devido à queda do preço médio da carne comercializada. De janeiro a agosto de 2015, o preço médio do quilo da carne estava cotado em US$ 4,35. No mesmo período deste ano, o preço médio esteve em US$ 3,99, representando uma queda de 8,4%.

Fonte: Famasul

EXPO YERBA MATE.
PUBLICIDADE:
arte-expo-patrocinador-3

Comentarios

Más popular

Arriba