Fronteira

População de Coronel Sapucaia está sem água e rodovia que dá acesso ao município

Chuva arrasa sul de MS, destrói estrada e deixa moradores sem águaRenata Volpe Haddad
20151205001446
cedeu na tarde de ontem.

Moradores de Coronel Sapucaia, distante 400 km de Campo Grande, estão ilhados e sem água. A rodovia MS-289 que liga o município a Amambai cedeu na tarde de ontem (4) e não tem como ninguém passar. Uma cratera rompeu o acesso entre a cidade e Amambai.
PUBLICIDADE.
GARCIAS
20151205001450
Segundo a coordenadora da Defesa Civil de Coronel Sapucaia, Daniela de Sá, as chuvas de ontem causaram várias erosões, deixando o município intransitável. “Para chegar em Sapucaia é preciso ir por Ponta Porã até o Paraguai e pegar uma estrada internacional com carro traçado que chegue até aqui”, cometa.
IMG-20151124-ESTRADA
Daniela afirma ainda, que a reserva de água da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul) não foi totalmente concertada desde 24 de novembro. “O fornecimento de água havia sido interrompido, pois o rio de onde é captado água encheu de lama, por causa das chuvas fortes. E agora, com mais chuva, o fornecimento está suspenso, o hospital municipal está sem água e a população também”, explica.

Rodovia cedeu por causa das constantes chuvas que caem na região Sul do Estado nas últimas semanas. (Foto: Direto das Ruas)
12240153_915365968532607_4592094892986011246_n
Foto.Ponte sobre o rio Amambai
Amambai – Em Amambai, distante 360 km de Campo Grande, segundo o coordenador de Defesa Civil, Ivo Alves, uma família está desabrigada, pois a chuva e os ventos fortes derrubaram a casa onde moravam. “A casa estava localizada na zona urbana, mas ela morava próximo ao rio areião, a água entrou, inundou tudo e os ventos ajudaram a derrubar a casa”, alega.

A Defesa Civil municipal conseguiu um abrigo provisório, em um prédio da prefeitura. Ainda segundo Alves, casas de famílias ribeirinhas foram inundadas e a prefeitura está fazendo levantamento da situação.

Conforme o prefeito de Amambai, Sérgio Diozébio Barbosa (PMDB), além dos prejuízos causados pelas chuvas no fim de novembro, mais uma rodovia cedeu. “As três estradas que ligam Amambai a Coronel Sapucaia estão interditadas e de pontes que precisamos refazer, estimamos um prejuízo de R$ 5 milhões”, afirma. 

Segundo o prefeito, se não parar de chover, não há o que fazer. “Temos que esperar a chuva parar para podermos começar as obras, pelo menos abrir uma alternativa de estrada para Sapucaia”, conclui.
CGNews
PUBLICIDADE.
TONY OUTOOR

Comentarios

Más popular

Arriba