Otros

Polícia investiga se ataque em show na Inglaterra foi terrorista

Polícia investiga se ataque em show na Inglaterra foi terrorista
Ataque deixou 22 mortos, entre eles crianças

Joaquim Padilha

Após um atentado suicida deixar 22 pessoas mortas, entre elas crianças, e 60 pessoas feridas em um show da cantora pop americana Ariana Grande, em Manchester, Inglaterra, a polícia britânica investiga a possibilidade de um ataque terrorista.

O chefe da corporação, Ian Hopkins, disse que as autoridades estão investigando se o autor do ataque, morto no ato, atuou sozinho ou como parte de uma rede.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, enviou condolescências às vítimas. O ataque está sendo tratado pelas autoridades como “um pavoroso ataque terrorista”, disse May.

Se for confirmada a hipótese de que o show foi palco de um ataque terrorista, este seria o pior atentado à bomba no Reino Unido desde 2005, quando uma série de explosões no sistema de tranportes de Londres deixou 52 mortos.

SAIBA MAIS
Polícia britânica confirma mortes após explosão em show em Manchester
Suspeitos de ataque terrorista durante eleições na França são presos
Roma se blinda após ataque em Londres para celebrar 60º aniversário da UE
Há dois anos a Inglaterra vive com o alerta “alto” a ataques terroristas. O último ocorreu há dois meses, quando um homem avançou com um carro sobre pedestres na ponte de Westminter, matando cinco pessoas e ferindo 50.

O fato do show da cantora Ariana Grande ter muitas crianças e adolescentes na platéia tornou o ataque ainda mais “terrível”, disse Richard Leese, representante do governo de Manchester.

“É preciso questionar por que alguém iria ter como alvo essa audiência, o público de um evento como esse. Eu realmente não consigo entender isso”, disse.

Comentarios

Más popular

Arriba