Otros

Pistoleiros executam quarto empresário de turismo em pouco mais de um ano

Pistoleiros executaram a tiros na manhã desta terça-feira (15) o empresário Osvaldo Francisco da Silva, de 58 anos, em Dourados, distante 228 quilômetros de Campo Grande. Conhecido como “Bila”, ele foi morto com seis tiros de pistola calibre 380 quando chegava ao escritório, na Rua Toshinobu Katayama, entre as ruas Joaquim Teixeira Alves e Onofre Pereira de Matos. Desde setembro de 2015, é a quarta vítima do mesmo ramo empresarial morta na cidade.
CASINO AMAMBAY
14570391_562813157239779_819351876191200943_n
As férias dos seus sonhos!
Venha para o Hotel Casino Amambay e aproveite o conforto e as facilidades que somente nós podemos te oferecer!
Faça já sua reserva!
Informações: (67) 3431-2012

No crime desta manhã, dois homens se aproximaram da empresa Max Tur de moto e o que estava na garupa desceu efetuando os disparos. A vítima foi atingida por dois tiros na cabeça, um nas costas, um na parte de trás do pescoço, um no braço direito e outro no braço esquerdo. Testemunhas disseram que pouco antes dos disparos, efetuados por volta de 7h30, quatro homens em duas motos estavam rondando o local. Adilson Domingos Adilson Domingos

Uma espingarda calibre 12 municiada foi encontrada pelos policiais atrás da porta do escritório. Familiares da vítima disseram que ele sofria ameaças desde que abriu uma empresa de turismo em Ponta Porã, recentemente. “Bila” iria para lá ainda hoje, mas precisou passar no escritório para receber clientes que agendariam viagens para São Paulo e Goiânia.
PUBLICIDADE.
13226775_132649397151746_3477280541821987743_n

Em 14 meses, esse foi o quarto empresário do ramo de turismo executado a tiros em Dourados. No dia 24 de setembro de 2015, Toni Ednaldo dos Santos, de 40 anos, foi morto com seis tiros dentro da própria casa, no Jardim Água Boa. No dia 7 de outubro daquele mesmo ano, Alexander Oliveira Silva, 21 anos, foi assassinado com nove tiros na van que conduzia, no Parque Nova Dourados. E no dia 22 de fevereiro deste ano a vítima foi José Edilson de Moraes, de 40 anos, baleado diversas vezes ao chegar na residência em que morava, na Vila Industrial.

As três primeiras vítimas se conheciam pessoalmente e eram proprietários de vans e ônibus destinadas ao transporte de moradores da região para viagens dentro e fora de Mato Grosso do Sul. Era o mesmo ramo de atuação de “Bila”, morto nesta manhã. Quando o mais recente crime havia acontecido, no dia 22 de fevereiro, a polícia informou ter acrescentado à linha de investigação a possibilidade de os crimes terem relação. Até hoje não houve divulgação de resultados dessas investigações. (Colaborou Adilson Domingos)Midiamax

AGROPANTANAL

PUBLICIDADE:
4f1e9f02569b857c13e0ec00c0375aff

Comentarios

Más popular

Arriba