Economia

Pecuaristas de Goiás e Bahia buscam valorização na reposição

Pecuaristas de Goiás e Bahia buscam valorização na reposição

Criador dos melhores bezerros de corte do Brasil indica investimento em genética

Para driblar a estiagem que se aproxima dos 90 dias na região de Macarani (BA), criadores da região buscam alternativas para valorizar a cria. Segundo o Secretário de Agricultura e Pecuária do município, Selmo Miranda, entre as soluções estão a capacitação e a troca de informações com pecuaristas de outros Estados, e, consequentemente o intercâmbio genético. Com necessidades diferentes e estratégia semelhante, os criadores de Porangatu (GO) se reunirão entre 31 de março e 03 de abril durante a Exposição das Tecnologias Voltadas ao Desenvolvimento da Pecuária (Expopec) para buscar alternativas que alavanquem a rentabilidade da porteira para dentro.
PUBLICIDADE:
20160301021047

Pecuaristas de ambos os Estados terão a oportunidade de ver de perto o trabalho de seleção da raça Nelore, que coloca Mato Grosso do Sul como referência na pecuária nacional. O criador de Figueirão (MS), Rubens Catenacci, conhecido como embaixador do bezerro de qualidade, que chega a comercializar terneiros por R$ 2,8 mil, cerca de 133% a mais que o valor de mercado, ministrará palestra na Expopec, nesta quinta-feira (31) e em seguida, segue para Macarani, onde falará com criadores baianos durante o 3º Encontro do Agronegócio.

Além de orientar os parceiros de profissão, seu o objetivo é democratizar a genética já conhecida nacionalmente, ofertando bezerros com alta capacidade de ganho de peso, precocidade e reprodutores de qualidade. É a primeira vez que o responsável por essa genética vai a Porangatu para apresentar aos criadores o trabalho que lhe rendeu duas vezes o título de produtor dos melhores bezerros do Brasil.

Ao participar da 2ª edição do Encontro do Agronegócio em 2015, em Macarani, o criador ofertou 40 bezerras que foram comercializadas pela média de R$ 1,9 mil, valor considerado 74% superior ao praticado na época na região. “Estivemos no ano passado na Bahia e nossa passagem por lá contribuiu para a troca de experiências com os produtores, que apresentam grande capacidade em produzir com qualidade. Voltaremos neste ano para mostrar, por meio de uma palestra, como agregamos essa valorização no bezerro de corte, tornando a atividade rentável e valorizando o pecuarista”, destaca o proprietário da Fazenda 3R.

As duas feiras, já consolidadas no calendário local de cada cidade, promovem a discussão de estratégias e tecnologias voltadas ao aprimoramento da produção de carne de qualidade no País. Ambos os Estados se destacam nacionalmente na produção de carne: De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Goiás ocupa a 3ª posição no ranking de maior rebanho com mais de 21 milhões de cabeças de gado. Em 8º lugar na lista, a Bahia conta com 10 milhões de cabeças de bovinos.
PUBLICIDADE:
banner-anuncie

A Expopec será realizada entre os dias 31 de março e 03 de abril em Porangatu (GO) e terá transmissão do Canal Rural. Já o 3º Encontro do Agronegócio de Macarani (BA), acontece nos dias 02 e 03 de abril, coincidindo com os festejos do aniversário da cidade e com a segunda edição do Leilão Bezerro de Qualidade, que ofertará 1,6 mil animais, ambos no dia 03, com transmissão pelo Canal do Boi. A Expopec e o Encontro do Agronegócio são promovidos pelas Federações da Agricultura e Pecuária (Faeg e Faeb), respectivamente.

Comentarios

Más popular

Arriba