Otros

Padre engravida menina de 16 anos e caso acaba na polícia em Campo Grande

Padre engravida menina de 16 anos e caso acaba na polícia em Campo Grande
A denúncia foi confirmada por Dimas Lara Barbosa, arcebispo de Campo Grande

31564_17406_94740
O Padre Jorcelei José Tavares, da Paróquia Santa Rita de Cássia do bairro Universitário, foi denunciado na polícia por engravidar uma menina de 16 anos. A denúncia foi confirmada por Dimas Lara Barbosa, arcebispo de Campo Grande (veja a nota emitida ao fim da matéria). A relação ocorreu no início do ano, mas o caso foi registrado apenas neste mês.

Conforme a denúncia, recebida pelo Top Mídia News, o padre estaria se relacionando com a jovem, de 16 anos, que frequenta as missas semanalmente. A menina passou mal na última semana e, no hospital, exames revelaram que ela estaria grávida.

De acordo com a denúncia, a menor confirmou aos familiares que mantém um relacionamento com o Padre há alguns meses e que teria engravidado. Revoltada, a família procurou uma Delegacia da Capital e registrou um boletim de ocorrência relatando o acontecimento no dia 25 de setembro deste ano. Os detalhes do caso são omitidos para preservar a adolescente.

No último sábado, o irmão da menor pediu licença durante a missa e utilizou o microfone para informar a população sobre o caso, demonstrando revolta. Ainda de acordo com a denúncia, a igreja afirmou aos moradores que o Padre está viajando, porém, a família da menor informou aos membros da igreja que ele já teria sido afastado da Paróquia pelo arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara, na Cúria Diocesana.

O afastamento do padre foi confirmado pela assessoria de imprensa de Dom Dimas, que informou estar preparando nota oficial para tratar o caso. O nome de Jocelei ainda consta no site da Paróquia (http://www.paroquiasantaritacg.org/pascom.php).

Ainda conforme uma denunciante, que preferiu o anonimato, o padre seria muito querido na região e a intenção é fazer com que a população tome conhecimento deste caso e aguarda providências da justiça. Segundo a denunciante, Jocerlei também já demonstrou durante as missas que seria preconceituoso com pessoas negras e homossexuais.

(Padre Jocerlei foi afastado, conforme a Arquidiocese de Campo Grande / Paróquia Santa Rita) (Foto: Divulgação)
A equipe do Top Mídia News esteve na igreja do bairro Universitário, mas o local está fechado.

Veja a nota emitida pela Igreja:

“A Arquidiocese de Campo Grande – MS e a Província Nossa Senhora Conquistadora dos Padres e Irmãos Palotinos de Santa Maria – RS, cumprem o doloroso dever de comunicar que o Pe. Jocerlei José Tavares, membro da referida Província, que até então exercia as funções de Vigário Paroquial da Paróquia Santa Rita de Cássia, em Campo Grande – MS, Ecônomo da Arquidiocese e Secretário Executivo do Regional Oeste 1 da CNBB, se envolveu afetivamente com uma jovem, que está grávida. O Arcebispo Metropolitano de Campo Grande e o Superior Provincial, Pe. Edgar Ertl, SAC, só tiveram conhecimento dos fatos nos últimos dias.

O Pe. Jocerlei foi, então, afastado do exercício público do ministério, e irá prestar esclarecimentos à autoridade policial competente, e deverá prestar toda assistência à jovem e ao bebê. A Província Palotina, à qual o referido sacerdote pertence, já está tomando as providências cabíveis do ponto de vista canônico.

Que Nossa Senhora da Abadia interceda pela jovem envolvida e seus familiares, pelo Pe. Jocerlei, pela Sociedade do Apostolado Católico (Congregação Palotina), por nossa Arquidiocese e por toda a nossa Igreja.

Dom Dimas Lara Barbosa
Arcebispo Metropolitano”
http://fatimainforma.com.br
PUBLICIDADE
CASINO2

Comentarios

Más popular

Arriba