Otros

“Operação Ostentação” prende suspeito de tráfico, em Iguatemi

“Operação Ostentação” prende suspeito de tráfico, em Iguatemi
Investigações que tiveram início em abril do ano passado (2015) também culminaram com a apreensão de carro de luxo, diz Polícia Civil.
4f7dd4ce6b70afcbcd90daf3d9e52d57

A “Operação Ostentação”, que ganhou tal nome em decorrência de os envolvidos ostentarem bens, supostamente adquiridos com dinheiro do tráfico. (Fotos: Divulgação/A Gazetanews)

Vilson Nascimento

Uma operação desencadeada no início da manhã dessa quarta-feira, 27 de julho, pela Polícia Civil local com autorização da Justiça, resultou na apreensão de veículos, entre eles carro de luxo e na prisão de um homem suspeito de envolvimento com o tráfico interestadual de maconha, em Iguatemi.

Segundo a Polícia Civil a “Operação Ostentação” foi desencadeada após um ano e três meses de investigações realizadas por investigadores da Delegacia local com o respaldo do delegado titular em Iguatemi, Dr. Thiago de Lucena e Silva.

De acordo com a Polícia Civil o trabalho de levantamentos da ação da suposta quadrilha, que tinha base em Iguatemi, mas era responsável por destinar carregamentos de cannabis sativa, a popular “maconha”, para o estado de Minas Gerais, já estavam bastante adiantados e ganharam mais força ainda com a prisão de um suposto membro do grupo pela Polícia Federal.

A prisão do indivíduo, que segundo as investigação seria um dos considerados “cabeças” da organização criminosa, ocorreu dentro da operação denominada “Rebite”, da Polícia Federal, que investiga o esquema de tráfico de drogas entre o Mato Grosso do Sul e o estado de Minas.

De acordo com a Polícia Civil, com a prisão do suposto líder do grupo pela Polícia Federal, Alex Nunes, o “Putão”, como também seria conhecido, teria assumindo a frente do suposto esquema criminoso em Iguatemi.

Segundo o delegado encarregado pelo caso, Dr. Thiago de Lucena, durante a operação desencadeada na manhã dessa quarta-feira foram apreendidos, em cumprimento a mandados de busca e apreensão expedidos pelo Poder Judiciário, três veículos, entre eles, carro de luxo e também foi efetuada a prisão de Alex Nunes, o “Putão”.

De acordo com a Polícia Civil, Alex estava com prisão temporária de trinta dias decretada pela Justiça.

O mandado de prisão, que foi expedido em atenção à representação do delegado encarregado pelas investigações em Iguatemi, Thiago de Lucena e Silva, poderá ser prorrogada por mais trinta dias ou até mesmo convertido em prisão preventiva, de acordo com o que a Justiça entender em relação a possíveis provas levantadas durante o curso das investigações.

Segundo a Polícia Civil, a operação foi intitulada “Ostentação” tendo em vista as ações ostentativas dos suspeitos de envolvimento no suposto esquema criminoso em redes sociais de bens, supostamente adquiridos com dinheiro de esquema de narcotráfico.

De acordo com a Polícia Civil, além de Alex Nunes e outras duas pessoas foram conduzidas à Delegacia durante a operação dessa quarta para serem ouvidas.

Atualizada às 12h22 para correção de informação

Fonte: A Gazeta News

Comentarios

Más popular

Arriba