Otros

Operação Lava Jato fecha cerco a Delcídio do Amaral

Depois de se livrar das primeiras denúncias da Procuradoria-Geral de Justiça, por falta de provas consistentes, agora o cerco começou a se fechar ao senador Delcídio do Amaral (PT-MS), líder do Governo, com as revelações do operador Fernando Baiano à força-tarefa da Polícia Federal e do Ministério Público Federal. Ele foi denunciado por Baiano, por ter recebido US$ 1,5 milhão do esquema de corrupção na compra da refinaria da Pasadena, no Texas, Estados Unidos.
O ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró já havia falado aos procuradores da República, não na condição de delator, sobre a participação de Delcídio no esquema de propinas da Petrobras. Segundo a revista Época, o senador foi um dos beneficiados com o dinheiro desviado da compra da refinaria.
Mesmo o jornal Correio do Estado dando a sua versão, o senador conseguiu da Justiça de Mato Grosso do Sul o direito de resposta, sob alegação de ser matéria mentirosa. Mas a proteção que tem da Justiça do Estado não impediu o “Jornal Nacional”, da Rede Globo, de envolver seu nome no recebimento de propinas.
A situação do senador petista se agravou com a delação premiada de Fernando Baiano. Trata-se de acusação formal, e não meros comentários.
Reportagem está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Comentarios

Más popular

Arriba