Fronteira

Operação da Receita Federal apreende veículos paraguaios

Na manhã desta quarta-feira (2), servidores da Receita Federal do Brasil (RFB), realizaram uma operação que visou reter veículos emplacados no Paraguai, mas que circulavam diariamente por Guaíra (PR) e região, constituindo suspeita de importação irregular de veículos.
Ao todo, foram mobilizados 23 servidores da RFB, que fizeram a retenção de quatorze veículos suspeitos que serão transferidos para a RFB, em Foz do Iguaçu.
Conforme Hipólito José Arruda Caplan, auditor fiscal da Receita Federal do Brasil em Foz do Iguaçu, a partir de amanhã (03) deverá ser feita a deslacração dos veículos. Ela explica que os donos têm um prazo de dez dias úteis para comprovarem que residem no país vizinho. Caso “contrário, poderão perder os veículos. O auditor explica que muitas pessoas adquirem veículos no Paraguai, mesmo residindo no Brasil, sem que com isso paguem os impostos e taxas para a legalização.
“O valor de aquisição do veículo lá (no Paraguai) é bem menor porque o imposto de importação deles é menor do que o nosso. Se a pessoa compra um veículo no Paraguai, vai pagar dois terços do valor que pagaria aqui. E para trazê-lo para o Brasil importando regularmente, ela teria que pagar imposto de importação, IPI, PIS/Cofins, ICMS. Seriam vários tributos que oneram em torno de 80% a 110% sobre o valor do veículo. Além disso, com o carro emplacado no Paraguai ela roda no Brasil, mas não paga IPVA, seguro obrigatório, licenciamento e também está imune à cobrança de multas”, explica Hipólito.
O auditor informa que operações como essa são feitas com certa frequência e que novas estão programadas para acontecer na região. “Isso é feito para inibir as fraudes de pessoas que residem no Brasil, mas emplacam veículos no Paraguai”, alerta.
CESAR GALEANO

Comentarios

Más popular

Arriba