Otros

O que desgasta e o que conserva o esmalte dos dentes

O que desgasta e o que conserva o esmalte dos dentes

Sucos e refris são os maiores promotores da chamada erosão dentária, cada vez mais comum. Mas uma série de outros fatores também ameaça a saúde bucal

São Paulo – Apesar das taxas de cárie no Brasil terem caído aproximadamente 13% ao longo da última década, a ascensão de outra condição, a erosão dentária, tem tirado o sorriso dos especialistas. Caracterizada pelo ataque de substâncias ácidas ao esmalte, essa doença pode desgastar os dentes e desequilibrar a mastigação se não for tratada de maneira adequada.

O que está por trás dessa baita encrenca? No topo da lista, o consumo de refrigerantes. Estima-se que o brasileiro consome 70 litros de bebidas gaseificadas por ano. Os sucos de limão, laranja, morango e abacaxi também representam perigo nesse sentido, assim como isotônicos e energéticos. Conheça outros fatores de risco e descubra o que fazer para evitar seus efeitos nocivos:

O que causa erosão dentária

Doenças de base

No refluxo gastroesofágico e na bulimia, os substratos estomacais que fazem a digestão viajam até a boca e atacam os dentes.

Remédios

Xaropes infantis, ácido acetilsalicílico, determinados antibióticos líquidos e vitamina C efervescente entram nessa relação.

Drogas ilícitas

Sujeitos viciados em cocaína geralmente friccionam o pó na gengiva e nos dentes. Há suspeitas de que o ecstasy também afete a região.

Natação

Atletas precisam se proteger se ficam muito tempo treinando em piscinas tratadas com cloro. Elas têm o pH bem baixo.

Poluição

Já existem estudos indicando que morar em áreas com a atmosfera cheia de sujeira aumenta o risco de o problema dar as caras.

Como evitar a erosão dentária

Não escove os dentes logo após comer ou beber algo ácido. Espere uns 30 minutos. Só não se esqueça da higiene bucal depois desse intervalo.

Em vez da escovação imediata, realize bochechos com água. Isso reequilibra o pH e eleva a secreção de saliva, que tem ação protetora.

Fique o menor tempo possível com a bebida nadando na boca. Oriente as crianças a não brincar com o refrigerante ou o suco no meio dos dentes.

Mascar um chiclete sem açúcar faz as glândulas salivares trabalharem com mais rapidez para neutralizar os ácidos.

Vai tomar uma laranjada? Que tal compor o lanche com queijos ou castanhas? Alimentos com pH básico anulam o atentado ao esmalte.

Aposte no gelo: além de tornar o líquido menos ácido, a temperatura baixa desacelera um pouco processos químicos, como é o caso da erosão.

Invista nos canudinhos. O tubo de plástico entrega o conteúdo do copo direto para a garganta, sem que ele trave contato com a dentição.

Comentarios

Más popular

Arriba