Otros

Novembro Azul inicia ações e estimula população masculina para a prevenção à doenças

Novembro Azul inicia ações e estimula população masculina para a prevenção à doenças

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES), por meio da Gerência de Atenção à Saúde do Homem, inicia no dia 4 de novembro as ações em comemoração ao Novembro Azul – iniciativa que promove ações voltadas à prevenção do Câncer de Próstata e também voltadas à saúde do homem de forma geral.

A abertura da campanha contará a realização de exames para servidores como: aferição de pressão arterial, pesagem, teste de HIV, glicemia e colesterol. As ações de conscientização serão realizadas em parceria com os municípios de Mato Grosso do Sul que terão a sua programação específica em cada cidade.

A abordagem do Novembro Azul tenta expandir os trabalhos de cuidado à saúde do homem, sensibilizando e capacitando os profissionais de saúde em relação aos novos avanços nos campos da prevenção como o diagnóstico precoce do câncer de próstata. As principais causas de morte que atingem a população masculina são: causas externas (tais como acidentes, violências, suicídios), doenças do aparelho circulatório, digestivo e respiratório e neoplasias (como a do lábio cavidade oral e faringe, esôfago, cólon e reto, estômago, laringe e traquéia brônquios e pulmões).

Entre os óbitos por câncer, o câncer de próstata é a segunda causa de morte na população masculina no Brasil (a cada 100 mil homens, 14 morreram pela doença em 2012). Há diferença na mortalidade por câncer de próstata entre grupos etários: enquanto nos jovens e adultos entre 20 a 59 anos representou o 13º tipo de câncer que mais matou homens, entre os idosos foi o primeiro, sendo que cerca de 90% dos óbitos pela doença ocorreram em homens com mais de 65 anos.

De acordo com a SES, em Mato Grosso do Sul foram registrados 3239 óbitos em 2013 na população masculina entre 20 a 59 anos. Desses 1181 (36,5%) por causas externas (acidentes, agressões, suicídios) representou a 1ª causa que mais matou homens jovens, principalmente entre 20 e 30 anos, seguido pelas doenças do aparelho circulatório, 699 (21,6%), Neoplasias em 3º com 403 óbitos (12,4%), aparelho digestivo com 238(7,3%) e a 5ª as doenças infecciosas e parasitárias com 184 (5,7%).

Comentarios

Más popular

Arriba