Otros

No centro, traficantes são presas com droga nas partes íntimas e dinheiro no sutiã

No centro, traficantes são presas com droga nas partes íntimas e dinheiro no sutiã
Um comprador também foi levado à delegacia

Danielle Valentim
Duas jovens de 19 e 26 anos, conhecidas pelo comércio de entorpecentes no Centro, de Campo Grande, foram presas na noite deste sábado (29), na Rua 15 de Novembro, uma delas com porção de pasta base de cocaína, escondida no ânus. Um homem de 35 anos, flagrado comprando droga, também foi levado à delegacia de Polícia Civil.

Conforme o boletim de ocorrência, uma equipe da Força Tática fazia rondas na região na 15 de Novembro quando avistou os três pessoas, em atitude suspeita, sendo um homem ao avistar a viatura, jogou no chão uma porção de pasta base de cocaína, que pesou, conforme Laudo de Constatação Preliminar, 1,2 gramas.

Durante abordagem, o envolvido confessou ter comprado a droga para consumo próprio, por R$ 30, da jovem de 26 anos. Questionada, negou ter vendido, mas durante revista pessoal foram encontradas em suas partes intimas (ânus), duas porções de cocaína, prontas para o comércio, que pesaram, conforme Laudo de Constatação Preliminar 2,7 gramas.

Ainda durante revista, a PM encontrou dentro do sutiã, R$ 20, em cédulas, e R$ 10,30, no bolso de um casaco. Indagada sobre a droga, confessou ter adquirido na antiga Rodoviária, por R$ 20, a pedido de um cliente.

Já com a jovem de 19 anos, os policiais localizaram 11 porções de cocaína, na carteira e na sua bolsa, prontas para o comércio. Além de R$ 69, em cédulas, e R$ 5 em moedas, totalizando R$ 74. Conforme Laudo, a droga pesou 15,8 gramas.

Questionada sobre a droga, afirmou ter adquirido na Vila Nhanha, por R$ 250, e esperava faturar com a venda a quantia de R$ 550. A jovem também confirmou conhecer a envolvida de 26 anos, pela comercialização de drogas na região.
O trio foi levado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), do Centro, e fato registrado como tráfico de drogas e portar drogas para consumo pessoal.

Comentarios

Más popular

Arriba