Otros

Mulher é presa após chamar policial negro de 'macaco, negão e porco'

Situação aconteceu enquanto soldado atendia uma ocorrência de trânsito…

O caso aconteceu no final da tarde de ontem (25) no Centro de Campo Mourão, no Paraná. De acordo com o relatório da Polícia Militar, uma equipe policial foi solicitada para dar apoio ao plantão de acidentes, pois um veículo Audi havia atingido o muro de um estabelecimento comercial, no cruzamento da Rua Roberto Brzezinski com a Avenida Irmãos Pereira.

Enquanto a equipe resguardava o local do acidente, uma mulher chegou bastante alterada. A PM informou que a senhora afirmou ser policial federal e que trabalhava na equipe do Juiz Federal Sérgio Moro.

O Cabo Lourenço pediu para que ela se identificasse mostrando algum documento. “Ela disse que não mostraria documento federal para um mero Policial Militar sem cultura. Além disso, gritou com a equipe, proferindo palavras ofensivas como: negão, macaco e porco. Também falou que o policial queria se aparecer em meio as pessoas que estavam ali e sugeriu ao policial que andasse com um lenço vermelho e um cacho de banana pendurado no pescoço. Ela falou ainda que a polícia não presta e os policiais são corruptos. Disse ainda, que o policial negro macaco estaria bêbado e drogado e teria que fazer um tratamento psicológico”, apresenta o relatório da PM.

Diante da situação, o Cabo Lourenço deu voz de prisão à mulher e a encaminhou à delegacia.

Parte do flagrante foi filmada por populares, que aplaudiram quando ela recebeu voz de prisão e a chamaram de racista.

Informações são do Tá Sabendo.

Comentarios

Más popular

Arriba