Otros

MS é responsável por quase 15% da produção nacional de milho safrinha

Mato Grosso do Sul será responsável na safra 2016/17 responsável por 14,4% da produtividade nacional de milho safrinha, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O grão começou a ser colhido na última semana de junho no Estado.

Dados regionais apontam para boa produtividade influenciada pelo clima que colaborou para o resultado, sem muita seca e nem muita chuva e com geadas leves, que não prejudicaram o desenvolvimento do milho.

Segundo estimativa do IBGE, a área cultivada deve ter crescimento de 6,5%, passando de 1.673 milhão de hectares para 1.780 milhão. Com isso, o aumento da produção está estimado em 53%, sendo que na safra do ano passado foram produzidos 5.911 milhões de toneladas e nesta safra, a produção estimada é de 9.078 milhões de toneladas de milho.

A soja também se destacou na produção nesta safra em Mato Grosso do Sul. Conforme o IBGE, a área plantada com o grão na safra passado foi de 2.448 milhões de hectares e nesta safra, saltou para 2.573 milhões de hectares.

Com relação a produção de soja, em 2016, a safra foi de 7.389 milhões de toneladas, subindo para 8.756 milhões de toneladas este ano. Mato Grosso do Sul teve a produção revisada positivamente em 6,0%. Foi observada a campo uma maior produtividade nessa safra, estimada em 3.402 quilos por hectare, devido às boas condições climáticas ocorridas durante o período de desenvolvimento da cultura, que é considerada uma “supersafra”. O Estado deve responder neste ano por 7,8% da produção nacional, ocupando a 5ª colocação no país.

Área plantada de cana-de-açúcar deve ter redução de 22,5% em MS. (Foto: Biosul)
Área plantada de cana-de-açúcar deve ter redução de 22,5% em MS. (Foto: Biosul)
Produção total – A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas em Mato Grosso do Sul, tem estimativa de crescimento em 34,6% na safra 2016/17.

No ano passado, conforme o IBGE, a produção foi de 13.688 milhões de toneladas. Para este ano, a estimativa de produção é de 18.429 milhões de toneladas, o que significa um aumento de 34,6%.

A área plantada de cana-de-açúcar deve ter uma redução de 22,5%. De 849.297 mil hectares no ano passado, a estimativa de área é de 658.282 mil hectares para este ano.

Mesmo assim, a produção deve ser a mesma que a do ano passado, de 51.927 milhões de hectares. No mês passado, quando o IBGE realizou levantamento de safra, era esperado uma produção de 52.220 milhões de hectares.

Isso porque, as reavaliações foram positivas para o rendimento médio da cana, de 10,1% e negativo para a área plantada.

Fonte: Campo Grandenews

Comentarios

Más popular

Arriba