Brasil

Ministro da Justiça ameaça ‘afastar equipe’ da PF em caso de vazamentos na Lava Jato

O novo ministro da Justiça, Eugênio Aragão, disse à Folha de S.Paulo neste sábado que vai trocar de delegado a agentes da Polícia Federal caso haja vazamentos sobre investigações na imprensa.

“Cheirou vazamento de investigação por um agente nosso, a equipe será trocada, toda. Não preciso ter prova. A Polícia Federal está sob nossa supervisão”, ameaçou. Aragão também disse que prisões não devem ser usadas para obter acordos de delação e que as colaborações com a Justiça devem ser espontâneas.

“Se não houver voluntariedade, elas podem perder a validade”, disse. A entrevista provocou reações. O presidente da Associação de Delegados da Polícia Federal (ADPF), Carlos Eduardo Miguel Sobral, disse que a entidade não compactua com essa prática e que a fala de Aragão revela intenção de acabar com a Lava Jato. “Nós lamentamos profundamente as frases do ministro da Justiça, que disse que trocará a equipe da investigação Lava Jato sem qualquer prova, sem qualquer apuração, sem qualquer indício de que há vazamento”, disse Sobral à Folha, informando que entidade avalia tomar medidas judiciais para evitar ações do ministro contra as investigações.

É permitida a reprodução desde que citada a fonte: http://www.marcoeusebio.com.br

PUBLICIDADE:
Sem Título-1

Comentarios

Más popular

Arriba