Brasil

Mesmo com preço do milho caro, comercialização do grão chega a 68%

Mesmo com preço do milho caro, comercialização do grão chega a 68%

Com o preço do milho safrinha custando R$ 31,94 a saca de 60 kg, a comercialização do grão chegou a 68% em 29 de agosto, índice maior do que o mesmo período do ano passado, quando os produtores haviam negociado 58% da produção de 2º safra.

De acordo com a gestora do Departamento Econômico do Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), Adriana Mascarenhas, a demanda interna e externa continuam aquecidas, fazendo com que o preço do milho se mantenha alto em relação ao ano passado. “Outro fator é a redução de produtividade na safra americana, fazendo com que a safra de milho brasileiro ganhe destaque”, alega.
PUBLICIDADE:
d09166e5-632e-45f3-a74c-a50fed6ad83a

Conforme dados da Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja), no dia 23 de agosto a colheita chegou a 71,3% da área plantada, sendo finalizada em Coxim, Pedro Gomes e Sonora. Com isso, há uma maior oferta de matéria prima e uma leve retração de preço, segundo a gestora. “Mesmo com o fim da colheita, acreditamos que o preço deve se mantenha neste patamar”, afirma.

Preços – No dia 2 de setembro, o preço da saca de milho de 60 quilos estava em média R$ 31,94. Neste mesmo período em 2015, o grão estava sendo comercializado a R$ 20,80.

A demanda interna e externa cresceu e o volume de exportação aumentou, fazendo com que o preço do milho custasse em abril R$ 43,48. “A procura pela grão era tanta que chegou a faltar produto no mercado interno. A colheita iniciou e os preços foram caindo, mas deve ficar em torno de R$ 30 a saca”, comenta Adriana.

Fonte: Campo Grandenews

PUBLICIDADE:
04c7f90d-01de-4ea4-aa2d-9bc190d1df46

Comentarios

Más popular

Arriba