Otros

Menino de 9 anos passa noite mais fria do ano perdido no pantanal paraguaio

Menino de 9 anos passa noite mais fria do ano perdido no pantanal paraguaio

Garoto foi buscar ovelhas e só apareceu 29 horas depois

O pequeno José Carballo, 9 anos, passou a noite mais fria do ano em um monte que rodeia a comunidade de São Carlos, ao oeste do distrito de Fuerte Olimpo, capital do departamento do Alto Paraguai. Ele saiu de sua casa após o almoço da segunda-feira (17), se perdeu e não conseguiu retornar.

José tinha saído de casa para arrebanhar as ovelhas da família, mas acabou passando 29 horas de frio no pantanal paraguaio, temendo o ataque de onças. O garoto deixou a casa logo depois de assistir ao noticiário, em direção ao monte.

“Sabia que essa noite ia fazer muito frio, então me adiantei na hora de juntar as ovelhas pra evitar o frio do fim da tarde”, contou o garoto ao jornal ABC Color.

“Comecei a junta-las e quis leva-las de volta, porém as ovelhas quiseram ir por outro caminho. Ali me perdi. As ovelhas sempre fazem o mesmo trajeto e quis obrigar elas a ir pelo lado errado”, disse José.

Logo depois, o menino percebeu que tomou um caminho que não iria para casa. Ele disse ao jornal, em um relato detalhista, que tentou não se desesperar e manter-se caminhando, com medo de passar a noite no monte passando frio.

“Caminhei seguindo uma cerca porque sabia que poderia me levar a um beco e dali encontrar uma saída. Sem me dar conta, acabei caindo num charco e fiquei afundado até a cintura. Pensei que iria morrer”, disse o garoto.

O pequeno José tentou sair do charco pra fugir da água e do frio. “Não conseguia parar de tremer. Não escutava nada. Não via nada. Só consegui sair me apoiando em um galho e depois fiquei acocorado”, relata.

Vestindo apenas uma camiseta de mangas compridas e um pullover, José permaneceu o resto da noite parado. “Não podia me mover, meu corpo todo doía e tremia de frio. Minha roupa estava toda suja”.

Vencendo as debilidades, o menino conseguiu voltar para casa após 29 horas desaparecido. Logo que chegou foi levado de avião para Asunción, por um avião da Força Aérea Paraguaia. O garoto permanece em observação no hospital de Villa Hayes.

Comentarios

Más popular

Arriba