Otros

Líder religioso com 25 esposas e 145 filhos é condenado por poligamia

Os números impressionam: 25 esposas e 145 filhos. Esta é a marca de Winston Blackmore, de 53 anos. E ela não ficou impune: após batalha judicial de duas décadas, o líder de uma seita religiosa, dissidente dos mórmons, no Canadá foi condenado por poligamia.

Outro líder da seita, James Oler, de 53 anos, também foi condenado pelo mesmo motivo. Ele tinha cinco esposas – o número de filhos é desconhecido.

Fundada na divisa entre Arizona e Utah (EUA) a seita, conhecida como Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo Santo dos Últimos Dias, tem uma filial que funciona em uma comunidade agrária de Bountiful, na província de Columbia Britânica (Canadá).

James Oler, condenado por poligamia | Reuters
Blackmore nunca negou ter várias esposas e sempre justificou o fato com as suas crenças religiosas. Segundo ele, os casamentos são “celestiais”.

“Estou sendo condenado por praticar a minha religião. Nunca neguei a minha fé”, disse ele, segundo a agência AP.

Durante o julgamento, Jane Blackmore, uma das esposas de Winston Blackmore, afirmou que o marido “estava apenas fazendo o que Deus lhe dizia para fazer”.

As penas ainda não foram anunciadas. Blackmore e Oler podem ser condenados a até 5 anos de prisão.

Fonte: OGlobo

JL MAT.CONST.
PUBLICIDADE.

Comentarios

Más popular

Arriba