Brasil

Lava Jato em Ponta: Nomeado de Ludimar foi avalista em esquema no Banco Schahin

Arsênio Machado, o corretor avalista e o presidente do PDT, o deputado Dagoberto Nogueira e o prefeito de Ponta Porã Ludimar Novais (PDT)
O empréstimo irregular concedido pelo Banco Schahin à Florida Importação e Exportação, dirigida por Marco Antônio de Campos Ziegert operador e sócio do doleiro Alberto Youssef – pivô e delator da Lava Jato, teve como avalista Arsênio Machado, nomeado para compor o Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico – CODECON de Ponta Porã. Arsênio é filiado ao PDT do Mato Grosso do Sul, partido do prefeito de Ponta Porã Ludimar Novais, investigado na Operação Miqueias da Policia Federal. Operação Miqueias que investiga Bernal e prefeito de Ponta Porã desencadeou Lava Jato, Ludimar também é investigado pela Lava Jato. Acompanhe

Ziegert já foi pego na Lava Jato por outra operação.

Ele estava com Alberto Youssef no Maranhão no dia em que a PF prendeu o doleiro. Ambos foram indiciados pelo pagamento de R$ 3 milhões em propina ao então secretário da Casa Civil de Roseana Sarney, João de Abreu, para a liberação de um precatório de R$ 134 milhões da Constran-UTC, de Ricardo Pessoa.

Ziegert, que intermediou a operação, é considerado pela PF o elo entre Youssef e a família Sarney, com quem tem uma antiga relação. Fernando Sarney, filho de José Sarney, foi padrinho de casamento do corretor.

Empréstimo a Bumlai foi ligado por Marcos Valério ao caso Celso Daniel

640x551x4-571ea330b7b3003db471b429035c567eaea1f018608a3

PUBLICIDADE:
download (2)
WWW.ALTOPARANADIGITAL.COM
CDE E REGION CON LA MEJOR FUENTE DE NOTICIAS.
Empresa del Grupo Capitanbado.com

Comentarios

Más popular

Arriba