Otros

Ladrão erra três tiros e mata colega durante assalto que deu errado em MS

Ladrão erra três tiros e mata colega durante assalto que deu errado em MS
Os dois ‘trapalhões’ saíram feridos a tiro

Diego Alves com informações do JP News

Wellington de Oliveira Custódio, conhecido como “Gota” morreu e Lucas Maciel de Oliveira de 19 anos, conhecido como “Chassi” ficou ferido após um assalto frustrado na noite desta quarta-feira (05) em Três Lagoas, cidade a 325 quilômetros de Campo Grande. O caso ocorreu no bairro Jardim Alvorada.

SAIBA MAIS
Assessora de vereador é assaltada ao sair da Câmara de Campo Grande
Irmão é preso ao visitar no hospital ladrão que matou comparsa
Evadido do Semiaberto é preso com moto e pistola que teria usado em assaltos
De acordo com testemunhas, um casal estava sentado junto com a família em frente a uma residência por volta das 18h10 quando a dupla chegou em uma moto preta. Wellington desceu armado da garupa, anunciou o assalto e começou a pegar relógios e outros pertences das vítimas.

De acordo com o site JPNews, Wellington ainda arrancou a corrente do pescoço da mulher e exigiu que o casal entregasse dinheiro e outros objetos de valor. Neste momento um homem, que era uma das vítimas, percebeu que o ladrão se descuidou, agarrou a arma e começou uma luta corporal com o assaltante.

Neste momento, o outro bandido desceu da moto e armado começou a efetuar disparos contra a vítima que lutava com o bandido. O homem que estava sendo assaltado disse que os disparos feitos pelo bandido foram os que atingiram Wellington, que tentava se desvencilhar para fugir.

“Gota” foi baleado com pelo menos três disparos na região da lateral do abdome. Testemunhas reforçaram a versão da vítima de que os disparos que atingiram Wellington foram dados pelo condutor da moto.

Após ser atingido, Wellington largou a arma e a vítima revidou os tiros contra “Chassi” que foi atingido na altura do ombro. Mesmo ferido, ele conseguiu subir na moto e fugir, enquanto “Gota” ficou caído na calçada onde morreu.
Uma equipe da Rádio Patrulha foi até o local e isolou a área até a chegada da perícia da Polícia Civil. Uma arma calibre 32 com seis munições deflagradas foram encontradas no local ao lado do corpo de Welligton de Oliveira.

Atendimento no hospital

Enquanto os policiais militares realizavam os procedimentos de isolamento da área, a polícia recebeu informações de que uma pessoa ferida por arma de fogo deu entrada na unidade de saúde. A equipe da Rotai foi até o hospital e identificou Lucas Maciel de Oliveira, o “Chassi” que confessou ter participado do assalto.

Ele relatou que depois do tiroteio, mesmo ferido, fugiu na moto que foi roubada por ele na semana passada no bairro Jupiá. Ele alegou que a moto foi deixada na região do “Monumento Japonês” na Avenida Rosário Congro, pois foi socorrido por outro comparsa que estava de carro o deixou no hospital para ser atendido.

Segundo informações, o projétil que atingiu Lucas está alojado perto do pulmão direito do assaltante. Ele não deu detalhes da outra arma que teria sido usada no roubo e a moto utilizada na ação não foi encontrada.

O caso agora será investigado pelo Sig (Setor de Investigações Gerais da Polícia Civil). A vítima do roubo foi levado a delegacia para prestar esclarecimentos sobre o caso.

Comentarios

Más popular

Arriba