Otros

Jato particular de Trump é melhor do que o avião presidencial

Uma comparação entre o avião presidencial e o Boeing 757 pessoal

9445b87c-beb3-43e0-8cdf-f6ef59c4a7c2

83462b0c-95f2-44ef-8d69-25c28b513e14

81f94273-1c35-4317-9d37-a9a05a4be479

Embora o Air Force One no imaginário popular se refira aos dois Boeing 747-200B utilizados para o transporte do presidente dos Estados Unidos, a designação é oficialmente utilizada em qualquer avião que esteja transportando o comandante-chefe do país.
Atualmente, a Força Aérea Americana (USAF) emprega além dos dois Boeing 747, designados como VC-25A, também oito Boeing 757-200, chamados de C-32 e utilizados para o transporte do próprio presidente e de demais membros do governo norte-americano ao redor do mundo. Após a eleição, o novo presidente pode passar a usar o C-32 durante a transição de governo. Curiosamente, este é o mesmo modelo de avião utilizado por Donald Trump.
Apelidado pelo próprio excêntrico empresário de Trump Force One, o avião foi adquirido em 2011 para substituir o antigo Boeing 727-100. Ao contrário do C-32, que possui a mesma pintura em tons de azul e branco e que provavelmente não será usado por Trump nessa fase inicial, o Trump One se destaca por sua pintura exagerada: com predominância em preto e branco, faixas vermelhas e o nome Trump pintado em dourado. Se a pintura externa chama atenção pelo exagero, internamente o avião em nada deve para a Trump Tower ou para o hotel cassino em Las Vegas, que também exaltam a personalidade extravagante. Todos os detalhes são dourados, com poltronas em couro bege e muita madeira escura.

MERCADO ECONOMIA.
PUBLICIDADE:
d09166e5-632e-45f3-a74c-a50fed6ad83a

Como toda a vida de Trump, o avião também está envolvido em polêmicas, característica do novo presidente. O avião foi adquirido pela DJT Operations, uma divisão de aviação do grupo Trump. Porém, opositores acusam o empresário de não manter a legalidade da operação, que teoricamente prevê o uso comercial do avião. O “novo” avião teve um custo estimado de US$ 100 milhões, considerado extremamente alto para um avião com 20 anos de uso, na época.
A partir de 2017, Donald Trump passará a voar oficialmente com os VC-25A, que são atualmente os mais avançados aviões presidenciais e funcionam como uma extensão da Casa Branca.
O Air Force One é um dos símbolos mais icônicos da presidência norte-americana. Com uma pintura discreta, a inscrição United States of America e a bandeira norte-americana no estabilizador vertical, aliada ao selo presidencial na fuselagem. Sua presença é sempre um destaque nos aeroportos e demonstra a enorme influência dos Estados Unidos pelo mundo.
Embora a maior parte dos detalhes seja mantido em total sigilo, por questões de segurança nacional, sabe-se que os dois aviões são um centro de controle avançado do governo dos Estados Unidos. Os dois VC-25A são os únicos aviões destinados ao transporte presidencial com capacidade de reabastecer em pleno ar, o que virtualmente oferece alcance ilimitado. A eletrônica de bordo, incluindo os sistemas do avião, foi construída de forma a resistir ao pulso eletromagnético de uma detonação nuclear. Bem como a complexa e segura rede de comunicação que permite o Air Force One funcionar como um centro de comando móvel no caso de um ataque nuclear contra o país.
O presidente e sua comitiva desfrutam de 370 m² de espaço útil, divididos em três níveis, incluindo o porão que foi convertido em área comum. O avião conta com uma ampla suíte presidencial, um escritório que possui as mesmas características do salão oval, sala de conferências e espaço para a comitiva. Além disso, o avião possui um centro médico de emergência que funciona como uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e duas cozinhas completas, que possuem capacidade para preparar refeições elaboradas para até 100 pessoas.

PUBLICIDADE.
elite-m-banner

Comentarios

Más popular

Arriba