Otros

Iranianas desafiam as leis e postam selfies em rede social

Página no Facebook já conta com mais de 100 mil curtidas e vem chamando atenção da comunidade internacional; o movimento é uma forma de protesto contra as rígidas regras do uso do véu.

Um grupo de mulheres iranianas resolveu desafiar as leis de seu país e postar fotos suas sem o véu no Facebook.

No Irã, uma mulher que é vista em público sem o véu pode receber até 70 chibatadas e ser condenada até 2 meses de prisão, e o Facebook é ilegal, embora o governo iraniano ignore as 4 milhões de pessoas que acessam a rede social regularmente.

iranianasveufacebook01
Nas fotos, ao invés de usar os véus, as mulheres os enrolam no pescoço, os seguram ou os exibem como se fossem bandeiras, ou seja, os véus estão em todos os lugares, menos onde deveriam estar, que é na cabeça das mulheres.

Tudo começou quando a jornalista Masih Alinejad postou no facebook uma foto sua com a cabeça descoberta com a hashtag #stealthfreedom (liberdade furtiva ou liberdade discreta). Foi criada então uma página exclusiva para o movimento, que recebeu mais de 30 mil curtidas em apenas 5 dias.

A fundadora do “Stealthy Freedom of Iranian Women” (“Liberdade Furtiva das Mulheres Iranianas”) vive exilada no Reino Unido, onde trabalha para um telejornal satírico que é trasmitido para o Irã pelo Voice of America’s Persian Service.

“Eu apenas pedi para as mulheres me enviarem fotos de seus íntimos momentos de liberdade. Quando eu morava no Irã, eu tirava o meu véu quando estava em algum lugar privado e esperava para ver quantas mulheres fariam o mesmo, e sempre eram várias”, conta.

É comum ler na página dedica ao movimento comentários como “Eu tiro meu véu sempre que posso porque eu não o uso porque quero”.

Outra usuária escreveu o seguinte post: “Minha mãe não usou o veu até a década de 1980 quando foi ameaçada por um membro da milícia paramilitar Basij. Ele apontou um rifle para ela. Minha geração não pode curtir a vida e eu sempre ouço a pergunta: ‘Por que você está chateda?'”.

Esta não é a primeira vez que as iranianas protestam contra o uso do véu em público ou nas redes sociais, mas é a manifestação mais desafiadora até o momento.

As mulheres vêm protestando contra o uso do adereço desde que o ex-presidente Mohammad Khatami tomou o poder em 1997 ao afrouxar de leve o acessório e expor seus cabelos próximo a seus rostos. Desde então, essa forma de usar o véu se tornou padrão entre as jovens e as iranianas liberais.

Desde que o movimento foi lançado, Masih Alinejad tem sofrido grande pressão e várias críticas do governo. Segundo ela, nenhum partido de esquerda propôs alguma reforma em relação ao uso dos véus. “Ironicamente, as mulheres iranianas votam em massa em candidatos liberais que prometem menos restrições, mas na realidade, elas são raramente suavizadas”.
No Irã, mulheres tiram o véu e postam fotos no Facebook
iranianasveufacebook02

iranianasveufacebook03

iranianasveufacebook04

iranianasveufacebook05

Comentarios

Más popular

Arriba