Economia

Honda e Toyota lançam carros movidos a hidrogênio que emitem vapor d’água

Livres de poluentes, sedãs Clarity e Mirai estreiam em Tóquio com até 700 km de autonomia.
Honda e Toyota lançaram esta semana no Salão de Tóquio, no Japão, o FCV Clarity e o Mirai, sedãs movidos a hidrogênio. Livres de emissões de gases tóxicos, os dois modelos emitem vapor d’água pelo escape e chegam em breve às ruas com autonomia bem maior que nos veículos 100% elétricos, além de maior rapidez e facilidade de recarga
Foto: Montagem/R7

Segundo executivos das duas gigantes japonesas, a grande vantagem do uso do hidrogênio é a maior autonomia, que chega a 700 km, e a facilidade de recarga dos cilindros de hidrogênio, que leva menos de cinco minutos na bomba — tal como um abastecimento de diesel, etanol e gasolina. Nos carros elétricos, uma recarga na tomada leva horas.

PUBLICIDADE:
120x240 _argamasa grudabem ok

As montadoras também argumentam que será mais fácil encontrar, no futuro, bombas de hidrogênio em postos de combustível convencionais, uma vez que o enchimento dos cilindros é igual ao dos tanques dos carros com motores a combustão. Claro que ambas as marcas sabem que a tecnologia ainda levará anos para chegar à plenitude, uma vez que poucos lugares no mundo oferecem estrutura para modelos a hidrogênio e elétricos.

De qualquer maneira, Clarity e Mirai já estão prontos para os testes reais do dia a dia. No caso do sedã da Toyota (foto), a produção em série e as vendas já começaram no Japão, com lançamento nos Estados Unidos e em alguns países da Europa já nos próximos meses. Porém, o modelo terá apenas 300 unidades produzidas ao ano. R-7

Comentarios

Más popular

Arriba