Otros

Homem teria deixado carta assumindo suicídio e morte da filha no Paraná

Ricardo Nunes Barbosa de Toledo, que morreu carbonizado junto com a filha de apenas oito meses na manhã do último domingo (27) quando o carro que ele conduzia capotou e pegou fogo, teria deixado uma carta, onde assume ter cometido suicídio e matado a filha.
carta-165x125
A carta é endereçada à sua ex-esposa, Pâmela Aparecida de Lima, 18, mãe de sua filha, onde ele diz textualmente: “Se você está lendo esta carta, Pâmela, é porque eu morri, e a culpa de eu ter morrido e ter levado a Manu comigo é toda sua”.

Ricardo diz que alertou Pâmela, dizendo que estava se sentindo muito longe de sua filha. “… Se vocês não tivessem acabado com a minha família nada disso teria acontecido (…) Se eu não vou criar a minha filha ninguém vai criar. Prefiro que ela morra junto comigo”. Ele disse também que a mulher estava livre para ficar com quem ela quisesse, mas que a filha dele ela não iria criar.

Segundo pessoas próximas a família, a caligrafia é de Ricardo. Essas pessoas dizem que a carta é esclarecedora e põe fim a qualquer dúvida e que realmente Ricardo se matou e matou a filha.

De acordo com o delegado de polícia de Goioerê, Silas Roque dos Santos, que preside o inquérito que apura o fato (ele é responsável pela Delegacia de Cruzeiro do Oeste), serão apuradas todas as circunstâncias que podem ter influído no acidente, mas por enquanto nenhuma pessoa foi ouvida.

No dia do acidente já se levantava a suspeita de que as mortes poderiam ter sido propositais, uma vez que no dia 4 de setembro Ricardo teria jogado gasolina no carro com a ex-esposa e a filha dentro e ameaçado colocar fogo. A ação seria uma suposta vingança contra a mulher, de quem ele estava separado e queria a reconciliação.MARECHAL NEWS

Comentarios

Más popular

Arriba