Brasil

Governo Puccinelli gastou R$ 14 milhões de reais em publicidade no mês de maio

Governo do Estado de Mato Grosso do Sul gastou em média R$ 450 mil em publicidade por dia. O Governo Puccinelli através da Secretária de Governo empenhou R$ 14.620.845,35 com publicidade para o mês de maio.

Em outras áreas, como a Segurança Pública, a previsão de gasto é de R$ 1,5 mi com serviços terceirizados.
wmX-567x303x4-537e672433c1cd815ca6d142085c9634e808e9be4dc1b
Para a Saúde, são previstos R$ 4,7 mi, dinheiro destinado para material de consumo e empresas terceirizadas.

Sem falar que o governo aditivou pela quinta vez os contratos com 19 agências de publicidade, que prestarão serviços para a administração estadual por mais três meses, conforme publicação do Diário Oficial do Estado.

Foram prorrogados até 28 de julho os contratos com a MV Comunicação e Planejamento, RPS Publicidade, Slogan Publicidade, Central Mídia Marketing e Produções, Comunicativa Marketing, B & W Três Propaganda, Compet Marketing & Comunicação Ltda EPP, Ramal Propaganda, Diniz Ação em Marketing, Trilha Comunicação, MidiaNova Estratégia em Comunicação, Remat Marketing & Propaganda, Art Traço Publicidade, Quorum Propaganda Ltda, Think Service Design, Guia Comunicação Eireli ME, Resultado Comunicação e Marketing, Futura Comunicação e Marketing e Bartz Comunicação Integrada.

Mídia mais cara do país

O investimento per capita em publicidade pelo Governo de MS é o maior do país. Estão previstos R$ 43,2 milhões por ano para as agências de propaganda. Conforme a publicidade “vai a todo vapor”, o gasto ultrapassara os R$ 100 Milhões que custará aos bolsos do povo sul-mato-grossense R$ 45,00 por habitante.

O valor é três vezes superior ao destinado por São Paulo e 1072% acima do previsto pelo [orçamento do governo da] presidente Dilma. O governo do estado gasta 2.344,69% mais em publicidade que o estado do Rio Grande do Sul, Tarso Genro – o Governo gaúcho prevê o menor valor per capita do país, de R$ 1,32 por habitante. Em segundo lugar [em generosidade publicitária] ficou Goiás [gasto previsto de R$ 14,24 por habitante].

A fortuna é usada para pagar material de propaganda e veículos de comunicação como jornais, websites, rádios e emissoras de televisão que transmitem mensagens de interesse do poder público sul-mato-grossense.

Mas o Portal da Transparência não detalha como a fortuna foi consumida, ou seja, quem as agências pagaram com o dinheiro. Apesar de listadas como “outros serviços de terceiros – pessoas jurídicas”, as notas de empenho apontam apenas as agências de publicidade que gerenciam as verbas publicitárias do Governo.

Não há detalhamento sobre, por exemplo, quais websites de notícias recebem dinheiro do poder público estadual. Nem quanto recebe cada um dos órgãos de imprensa.

Mas o povo de Mato Grosso do Sul sabe pra quem, e onde é destinado essa fortuna, é só olhar os diários, semanários, websites, rádios e emissoras de televisão que “propagam” as propagandas do Governo Puccinelli. (i9)Por: Folha de Dourados

Comentarios

Más popular

Arriba