Brasil

‘Golpe da gostosa’ muda de perfil na web e polícia de MS identifica suspeita

De loira, a golpista criou agora uma conta na web e usa fotos de morenas. Policiais vasculharam sistemas de segurança pública para achar suspeita.

A mulher suspeita de se passar por médica e trocar mensagens, tanto pelas redes sociais como o WhatsApp, com a intenção de praticar o crime que ficou nacionalmente conhecido como o ‘golpe da gostosa’, excluiu o seu perfil no Facebook, após a matéria veiculada pelo G1. Da loira Naielly Rosa, a Polícia Civil acredita que ela esteja agora se passando por morena, com o nome de Lisiele Oliveira.
“Nós continuamos mantendo contato com ela e inclusive a golpista enviou fotos nuas para o investigador, sempre com a mesma conversa que ela estava mantendo com o político. A mulher alega que é médica, recém-formada, possui filhos e sofre perseguição do marido. A partir daí, ela pede dinheiro para a passagem de avião, com a intenção de fugir da suposta obsessão do companheiro”, afirmou o delegado.
Na última sexta-feira (16), o policial conta que enviou a ela o link da reportagem e questionou o fato dela utilizar fotos de artistas, como a ex-modelo Andressa Urach e uma musa fitness do Rio de Janeiro.
“Ela fez uma última atualização em seu perfil, colocando imagens da modelo Janaina Santucci. Foi aí que falei da reportagem e fiz algumas perguntas. Em seguida, ela excluiu a conta e as conversas foram realizadas apenas pelo WhatsApp”, explicou o delegado.

Suspeita
Outros três investigadores ainda vasculharam o Sistema Integrado de Gestão Operacional (Sigo) e o Sistema Nacional de integração de Informações em Justiça e Segurança Pública (Infoseg) para buscar a identificação da pessoa.
“Nós verificamos que ela possuía um chip da operadora TIM e a origem era do Rio Grande do Sul. Mas o nome da mulher e o endereço fixo são da cidade de São Paulo. No entanto, a maioria dos seus amigos, incluindo os políticos, são de Campo Grande”, complementou o delegado.
Sem o perfil com fotos de loiras, ela teria agora criado um perfil apenas com fotos de morenas. “As vítimas apenas prestam atenção nas curvas e, muitas vezes, não percebem que se tratam de pessoas diferentes. Então fica o alerta para as pessoas”, finalizou o delegado.
Entenda o caso

Continuidade das conversas entre suspeita e investigador (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
A Polícia Civil de Campo Grande passou a investigar a farsa após um político da cidade denunciar uma pessoa com quem ele estava trocando mensagens, tanto pelas redes sociais como o WhatsApp.
“Ela ou ele sempre age da mesma maneira. Existe um perfil na internet, com fotos de mulheres deslumbrantes. Os homens então adicionam e ela fala que seria melhor conversar pelo WhatsApp. Quando elogiada, a mulher diz que é médica, recém separada e que possui um filho. Inclusive existem diversas fotos de supostos atendimentos médicos em seu perfil”, afirmou o delegado.

Quando a conversa começa a ter um “tom mais íntimo”, a golpista envia fotos de mulheres deslumbrantes. “Nós investigamos a fundo e descobrimos que duas das imagens pertencem a uma musa fitness do Rio de Janeiro e a outra seria da ex-modelo Andressa Urach. Ela apenas faz o corte do rosto algumas vezes. A partir daí, ela fala que é perseguida pelo marido e pede dinheiro para comprar uma passagem de avião e ir ao encontro da vítima”, comentou o delegado.
Assim que confirmado o depósito, ela some por um período e busca novas vítimas. “Ainda não é possível verificar ao certo o número de vítimas. Mas fica um alerta para as pessoas desconfiarem deste tipo de conduta”, finalizou o delegado.VICENTINA ONLINE
PUBLICIDADE:
201509CFFD24180756

Comentarios

Más popular

Arriba