Otros

Giroto foi levado para cela sem colchão e sem chuveiro na Capital

Giroto foi levado para cela sem colchão e sem chuveiro na Capital

Um “buraco sanitário” e um cano de água sem chuveiro. Esta é a infraestrutura que, segundo informações do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) existe na cela para onde foi levado na manhã desta terça-feira (10) o ex-deputado federal e ex-secretário estadual de Obras Edson Giroto (PR).

O delegado Fábio Peró, da unidade especial da Polícia Civil, disse que Giroto está sentado no chão. “Vamos providenciar um colchão para ele dormir”, disse em entrevista ao jornal Midiamax, da Capital.

Giroto foi inicialmente levado à Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), onde permanece o empresário João Amorim, dono da Proteco Construções.

Eles e mais sete foram presos preventivamente por ordem judicial concedida à força-tarefa do MPE (Ministério Público Estadual), criada a partir da Operação Lama Asfáltica, sobre suposto esquema de desvio de verbas públicas.

Depois de ser submetido ao exame de corpo de delito, Giroto foi levado ao Garras. Mas, não há informações na unidade de que algum dos outros presos seja transferido ao local.

A Polícia Civil tem informado, desde as primeiras horas, que a seus agentes coube apenas cumprir as ordens de prisão. O caso corre em segredo de justiça.

Comentarios

Más popular

Arriba