Otros

Funcionária de hospital se passa por mãe para assumir bebê da amante do marido

Funcionária de hospital se passa por mãe para assumir bebê da amante do marido

A Polícia Civil da cidade de Dourados distante 225 quilômetros de Campo Grande investiga um suposto caso de ‘doação’ ilegal de um bebê recém-nascido. A mãe tem 32 anos a suspeita de ter ‘recebido’ a criança ilegalmente tem 38.

O bebê nasceu nesta segunda-feira (29), no Hospital Universitário da cidade e ao fazer o registro da criança, a polícia foi informada de que a certidão estaria com informações desencontradas.

Ao ir até o hospital a investigadora conversou com a mãe que afirmou ter vindo do Rio de Janeiro com um suposto companheiro, e que ele a tinha deixado há aproximadamente dois meses hospedada na casa de uma prima.

Ao ser questionada sobre a prima e quem a teria acompanhado até o hospital, a vítima acabou confessando estar hospedada em um hotel. Ao verificar as redes sociais do homem que fez o registro da criança, a polícia chegou até a sua esposa e postagens, onde o casal afirmava estar esperando por um bebê, mas a mulher não estava grávida.

A suspeita seria funcionária do hospital e disse à polícia que a mãe do bebê seria amante de seu marido e que a criança seria fruto deste relacionamento. Por isso, ela seria ‘obrigada’ a aceitar a situação do marido. Segundo a esposa, ele não teria filhos em comum com ela, que tem três crianças de outro casamento.

A polícia agora investiga o caso de uma suposta entrega da criança ao casal.

Comentarios

Más popular

Arriba