Fronteira

FRONTEIRA!Operação prende cinco com armamento pesado em Paranhos

Operação prende cinco com armamento pesado em Paranhos
Policiais apuravam suposta compra de votos e coação de eleitores em aldeias e assentamentos, diz ocorrência.
PUBLICIDADE.
whassap

O armamento pesado apreendido em poder dos acusados. Entre eles tinha pistola 9mm, de uso exclusivo das forças armadas no Brasil e fuzil calibre 7,62. (Fotos: Divulgação)
Vilson Nascimento

Uma operação desencadeada por uma equipe da Polícia Militar designada pela Casa Civil do Governo do Estado para apurar a ação de grupo armado em aldeias e assentamentos rurais do município da fronteira, resultou a apreensão de armamentos de uso restrito e na prisão em flagrante de cinco pessoas na noite dessa segunda (26) para terça-feira, 27 de setembro, em Paranhos.

Segundo consta no boletim de ocorrência, a equipe policial foi designada para a região de Paranhos com o intuito de apurar e combater supostos grupos armados que estariam realizando compra de votos e coagindo, com finalidade eleitoreira, moradores de aldeias indígenas e de assentamentos rurais do município para votar em determinado candidato.

Após levantar informações que o suposto grupo fazia emprego de um veículo Custon cor prata, os policiais passaram a efetuar diligências e conseguiram abordar tal carro quando trafegava por uma estrada vicinal na região conhecida como “Barro Preto”.

Durante vistoria no interior do veículo os policiais encontram, segundo consta na ocorrência policial, duas pistolas calibre 380mm, duas pistolas calibre 9mm, sendo que uma das armas que por si só já é de uso restrito, estava com a numeração raspada e um fuzil calibra 7,62 milímetros, com carregador municiado com munição de numeração raspada.

Diante da situação os cinco ocupantes do veículo, Ivam Fabrício Ferreira Antunes de Oliveira, de 36 anos, Joelse Waldir Pinheiro, de 28 anos, Geovane Gaspar Neves de Oliveira, de 22 anos, Santa Cruz Tavares da Silva, de 47 anos e Joanelde Ferreira Pinheiro, de 26 anos, segundo a Polícia Civil, todos residentes em Paranhos, receberam voz de prisão.
e7730898bfc6d08205f573c2ae05c69d
Os acusados, juntamente com o arsenal apreendido foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Sete Quedas, sede da comarca que abrange o município de Paranhos, onde foram autuados em flagrante pelo delegado, Dr. Fabrício Dias dos Santos, pelo crime de “posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, na qualidade de suprimir ou alterar marca, numeração ou qualquer sinal de identificação de arma de fogo ou artefato”.
PUBLICIDADE.
13495237_1099014876821496_8318920118706035472_n

A polícia vai trabalhar agora para identificar a origem do armamento. Procedimentos também deverão ser instaurados para apurar a suposta ação de milícia armada com a finalidade de comprar votos e coagir eleitores naquela região da fronteira.

Fonte: A Gazeta New

Comentarios

Más popular

Arriba