Otros

Fetems garante reajuste dos professores para o mês de fevereiro

O pagamento retroativo será debatido até a próxima quarta-feira.

PUBLICIDAD:
300 X 430
As negociações sobre o pagamento de 11,36% do reajuste dos professores, referente ao Piso Salarial Nacional, anunciado pelo Ministério da Educação (MEC) em janeiro, prossegue em Mato Grosso do Sul. Nesta quinta-feira (11), no início da tarde, na sede da governadoria, uma comissão da Federação dos Trabalhadores em educação de MS (Fetems) se reuniu com a equipe do governo do Estado para debater como será pago este percentual. De acordo com o presidente da Fetems, Roberto Magno Botareli Cesar, o reajuste está garantido na folha de fevereiro. “Em nenhum momento o governo cogitou não cumprir a legislação e conseguimos, no debate, avançar nas negociação para a folha de fevereiro, portanto já teremos um percentual de reajuste este mês”, afirma.

Segundo o secretário de finanças da Federação, Jaime Teixeira, haverá uma próxima reunião, até quarta-feira da semana que vêm, para se debater o pagamento do percentual do retroativo referente a janeiro. “Como a legislação nacional prevê o reajuste a partir de janeiro e conseguimos avançar na folha de fevereiro, vamos sentar com o governo novamente, na próxima semana, para debatermos como será o pagamento do valor retroativo”, conclui.

PUBLICIDAD:
FB_IMG_1455240508855
Com os 11,36% de reajuste o salário base do professor estadual de MS, por 40 horas, passará de R$ 2.830, 26 para R$ 3.151,78.

Em 2015 os professores da Rede Pública Estadual de Mato Grosso do Sul receberam um reajuste de 20,11%, índice acumulado em relação ao salário de 2014. Esse montante é resultado dos 13,01% do reajuste do Piso Nacional e o índice de 6,28% que foi pago no mês de outubro, referente à porcentagem para integralizar o Piso por 20 horas. Dessa forma os professores estão recebendo atualmente 73,78% do valor do Piso nacional por 20 horas.

Participara da comissão da Fetems, além do presidente, Roberto Botareli e do secretário de finanças, Jaime Teixeira, a vice-presidente, Sueli Veiga Melo e o presidente do Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Básica (ACP), Lúcilio Nobre. Do governo participaram a vice-governadora, Rose Modesto e o secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel.

PUBLICIDAD:
TOYONORTE

Comentarios

Más popular

Arriba