Marketing

Fernanda D’avila deixa o balé do Domingão do Faustão: “Foram oito anos de muito crescimento”

Musa da cinturinha fina estava com saudade do marido e da família no Rio de Janeiro

Fernanda D’avila deixou o balé do Faustão após oito anos no programa. A bailarina, que ficou conhecida como a musa da cinturinha fina, contou ao R7 que entrou em um acordo com a direção da atração porque queria voltar a viver com o marido e a família no Rio de Janeiro.
53j2qq8dwg_8fvipzvodq_file

7sa6uggcf1_4md4ch48yr_file

8k2xp8syhd_3eux9gxkig_file

629ardywtw_11iw2bb4zb_file
— Foram oito anos de muito crescimento. Entrei uma menina e hoje, aos 30 anos, me considero uma mulher. Aprendi tanto lá dentro com a equipe, com o Fausto, tive tantas oportunidades… Só tenho a agradecer de verdade. Quando o Domingão veio para São Paulo, eu tinha ficado meio na dúvida de deixar a família, ou de vir para cá. Mesmo assim, quis enfrentar uma jornada de ponte-aérea. Então, estava ficando em São Paulo de quinta a segunda-feira e aí chegava na segunda morta em casa e só tinha dois dias para ficar com os meus pais, com o meu marido e associar os trabalhos.

Além da saudade da família, a agenda de Fernanda também foi um dos fatores decisivos para deixar o balé do Faustão.

— Esse ano eu já vinha pensando, tivemos uma conversa. Como eu tenho uma marca internacional de suplementação que me patrocina, preciso ter datas para viajar para conseguir trabalhar essa carreira internacional. Preciso de datas também para as marcas que já trabalho e o Domingão é um programa ao vivo, toda hora muda tudo, porque os acontecimentos vêm e vão mudando o programa. Domingão é dinâmico, não é planejado. Eles programam tudo muito em cima e eu não estava mais conseguindo ter uma agenda programável e disponível, porque tem muita coisa envolvida e preciso dar atenção para o programa. Como não estava mais conseguindo fazer isso e estava com saudade da família, de curtir a minha casa, a gente teve algumas reuniões e entrou em acordo.

Segundo a bailarina, o acordo foi bem amistoso entre as duas partes.

— O acordo não foi financeiro, foi verbal, uma coisa bem de amizade, de profissionalismo, para a gente encerrar o nosso ciclo numa boa. Decidi saí porque não dá para gente fazer várias coisas e ser bom em tudo ao mesmo tempo.

E Fernanda já tem agenda cheia mesmo depois de deixar a atração.

— Mas já tenho todo um projeto estruturado. Tenho um trabalho de marcas de roupa. Então, já tenho compromissos para dois anos para frente. O que vou fazer depois do programa, já venho fazendo. Já tenho marcas exclusivas comigo que tenho que continuar dando seguimento. Afinal, recebo um salário mensal de várias marcas e tenho que fazer essa troca, cumprir o compromisso com os meus patrocinadores. A partir do momento em que não consegui juntar tudo, somado à saudade da família e dos amigos, tive que abrir mão de alguma coisa. Como já estou há bastante tempo lá, decidi deixar o Domingão e voltar a ser moradora do Rio de Janeiro, ficar com a minha família, com o meu marido, com os meus pais. O ano passado, se vi meus pais duas, três vezes, foi muito. Então, isso pesou demais. Mas não tenho nada a reclamar, a direção deixou as portas abertas para mim. R-7
PUBLICIDADE:
banner-anuncie

Comentarios

Más popular

Arriba