Otros

Família que “enriqueceu” unida, foi presa da mesma maneira

Família que “enriqueceu” unida, foi presa da mesma maneira

Para constar – O MPE (Ministério Público Estadual) de Mato Grosso do Sul gastou apenas com diárias no mês passado, R$ 170.094,03, conforme balanço divulgado pelo órgão na edição de ontem do Diário Oficial. Em relação a passagens de seus servidores, o MPE desembolsou R$ 23.420,87.

Paralisação – Educadores da Rede pública de Ensino paralisarão as atividades hoje em protesto à PEC 241/2016 e o Projeto de Lei Complementar 257/2016 – esse último que trata da negociação de dívidas dos Estados com a União – que tramitam no Congresso. No entender da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), ambas as propostas trarão malefícios aos servidores públicos.

Capital – São aguardados profissionais de todo o Estado e as ações ocorrerão desde a manhã com ato público e caminhada na Praça do Rádio, almoço coletivo na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, e a participação, também na ALMS, de audiência pública contrária ao Projeto de Lei 257/2016.

Mais Capital – Além da Federação dos Educadores de MS, os trabalhadores vinculados à Força Sindical e a CUT (Central Única dos Trabalhadores) participarão da audiência, como parte do “Dia Nacional de Mobilização e Luta pelo Emprego e Garantia de Direitos”, que ocorre em todo o Brasil.

Gilmar Olarte foi preso em ação do Gaeco – Foto: Fernando Antunes/Campo Grande News
Gilmar Olarte foi preso em ação do Gaeco – Foto: Fernando Antunes/Campo Grande News
Pecúnia – Policiais do Gaeco deflagraram a Operação Pecúnia na manhã de ontem e evidenciaram mais um escândalo político em Campo Grande após a Justiça mandar prender o ex-prefeito e vice-prefeito afastado, Gilmar Olarte, a esposa dele, Andreia Olarte, Ivamil Rodrigues de Almeida e Evandro Simões Farinelli por vários crimes contra o patrimônio público na cidade. As suspeitas são de lavagem de dinheiro, associação criminosa e falsidade ideológica.

Aliás – Há tempos a Capital dos sul-mato-grossenses se tornou alvo de ações dos policiais vinculados ao Ministério Público e também da Polícia Federal, com comparativos semelhantes às não esquecidas por aqui, durante o mandato do ex-prefeito Ari Artuzi, entre os anos de 2009 e 2010.

Início – Está liberado oficialmente a partir de hoje a campanha eleitoral para as eleições que escolherão no dia 2 de outubro, prefeito e vereadores nos mais de 5 mil municípios brasileiros. Os candidatos terão pouco tempo para tentar convencer o eleitor de que sua proposta de trabalho é a melhor possível.

TV e rádio – Já a propaganda eleitoral gratuita de rádio e TV começa a valer no dia 26 de agosto, próxima sexta-feira e prossegue até o dia 29 de setembro, três dias antes do processo eleitoral.

Sem surpresa – Apesar da demora para se registrar candidaturas em Dourados, não houve surpresas e os cinco postulantes ao cargo de prefeito escolhidos em convenções por seus partidos procuraram o cartório eleitoral para registrar o nome e entrar de vez na disputa. Geraldo Resende (PSDB), Renato Câmara (PMDB), Délia Razuk (PR), Wanderlei Carneiro (PP) e Ênio Ribeiro estão na disputa.

Por si – Como em Dourados ainda não há segundo turno para as eleições, os candidatos terão pouco mais de 40 dias para gastar sola de sapato e percorrer bairros, ruas e avenidas da cidade em busca da maior quantidade possível de votos. Ou seja, é cada um por si em busca da vitória.

Comentarios

Más popular

Arriba