Fronteira

Falta de gado provoca demissão de 540 trabalhadores em sete frigoríficos de MS nesta semana

A falta de gado provocou a demissão de 540 funcionários de sete unidades frigorificas em seis municípios de Mato Grosso do Sul, na última semana. A informação é do Correio do Estado obtida através do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins de Campo Grande – STIAA.
PUBLICIDADE:
Marcenaria Mundial PARA SITE

O maior número de demitidos é das duas unidades do JBS em Campo Grande, 320 trabalhadores, sendo 120 da unidade da Avenida Duque de Caxias e 200 da unidade na saída para Sidrolândia.

Logo depois vem o Frigelo, de Terenos, que demitiu 100 pessoas, enquanto o Frigorífico Urucum, de Corumbá, demitiu 40 pessoas, seguido pelo Boi Verde, de Rochedo, com 30, Brasil Cobal, de Guia Lopes da Laguna, com 30, e Frigoforte, de Ponta Porã, com 20 demitidos.

De acordo com presidente do Sindicato, Rinaldo Salomão, eles reclamam dos grandes frigoríficos que, com financiamentos subsidiados pelo Governo, efetuam compras das ofertas até para o mercado futuro, deixando-os sem outra opção senão a de enxugar indústria. ” Lamentamos isso nesse período de crise econômica nacional, onde o desemprego já ultrapassa 12 milhões de trabalhadores”, afirmou Rinaldo.

Ainda de acordo o sindicalista, este é um período de estiagem, onde as pastagens são reduzidas e o gado perde peso. Por conta desses problemas fazendeiro deixa de vender para o frigorífico, ficando na espera das chuvas para a engorda do boi. “Até lá, lamentavelmente temos esse quadro que poderia ser evitado se houvesse uma intervenção do governo em apoiar também os pequenos frigoríficos que abatem mais para o consumo interno”, explica Rinaldo.

Mesmo com o quadro de queda, Rinaldo Salomão se diz otimista com o futuro da carne em Mato Grosso do Sul. Ele acredita que pelo menos 13 frigoríficos do Estado que estão fechados ou operando com baixíssima produção, vão voltar ainda neste semestre a abater, para atendimento principalmente do mercado externo que está “ávido” pelo produto brasileiro.

PUBLICIDADE:
MAT CONSTRU J L

Comentarios

Más popular

Arriba