Otros

Estelionatário finge ser dono de terreno e é preso ao tentar vender por R$ 700 mil

Estelionatário finge ser dono de terreno e é preso ao tentar vender por R$ 700 mil

Equipes da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande prendeu o estelionatário Adanildo Ferreira de Jesus Luiz, no momento em que ele tentava vender, com documentos falsos, um terreno, próximo ao Shopping Campo Grande, no valor de R$ 700 mil. Em companhia de uma mulher, ainda não identificada, o suspeito de passou pelo dono do imóvel e conseguiu certidões, faturas e até uma chave falsa da residência, para enganar a vítima do golpe.

De acordo com o delegado Mário Donizetti, as equipes da delegacia tiveram conhecimento de que o golpe aconteceria em um dos cartórios da cidade na tarde desta segunda-feira (22). Os investigadores então foram até o local e flagraram o momento em que Adanildo assinava a escritura de compra e venda de um terreno, que possui três sobrados já construídos, em um bairro nobre da cidade.

O imóvel foi avaliado em R$ 1 milhão. Com documentos falsos, o estelionatário e a comparsa, tentavam revender a residência por R$ 700 mil.

Segundo a polícia, usando os documentos falsos no nome dos proprietários, a dupla conseguiu certidões negativas, faturas de energia e chegaram a fazer uma chave falsa para levar mostrar as casas para o comprador. O contrato só não foi assinado em virtude a ação a polícia.

A ‘loira’ conseguiu fugir e ainda não foi identificada. A polícia também suspeita de um terceiro envolvido. O caso ainda é investigado, e novas testemunhas serão ouvidas. A polícia quer entender como os suspeitos conseguiram acesso aos documentos dos verdadeiros proprietários e como as documentações falsas foram fabricadas.

Quem reconhecer a mulher envolvida no golpe deve entrar em contato com a 1ª Delegacia de Polícia Civil pelo telefone: (67) 3312-5737/5702.

Comentarios

Más popular

Arriba