Otros

Empresário vítima de sequestro diz que vai processar shopping da Capital

Empresário vítima de sequestro diz que vai processar shopping da Capital

Depois de ficar quase 6 horas na mira de um revólver o empresário Rodrigo Insfram, de 34 anos, contou detalhes dos momentos de terror que viveu a partir do instante que entrou em seu carro que estava no estacionamento do shopping Norte Sul Plaza. Após ser vítima de um sequestro relâmpago e ter o carro levado por bandidos ele diz que vai processar o local.

Rodrigo conta que frequenta a academia localizada no interior do shopping e por voltas das 18h45 desta quarta-feira (10) deixou o local e se dirigiu até o estacionamento para buscar seu carro, um New Fiesta branco. Ao entrar no veículo ele conta que pegou o celular e no momento em que ia efetuar uma ligação um homem entrou pela porta de trás do carro apontando uma arma para ele.

“Foi muito rápido. Cerca de dez segundos depois que eu tinha pegado o celular o homem apareceu”, conta Rodrigo. Com uma arma apontada para as costas do empresário o homem teria pedido para ele sair do estacionamento do shopping com o carro, mas Rodrigos destaca que ficou muito nervoso e não consegui dirigir. Foi quando o homem chamou um comparsa.

Cerca de dez minutos depois de fazer uma ligação, o empresário relata que outro homem chegou e tomou a direção do veículo. Sempre ao telefone, o empresário diz que os bandidos deram várias voltas pela cidade até pegarem a direção da Avenida Duque de Caxias. Ele destaca que pelo telefone outros integrantes do grupo faziam ameaças a ele e pediam joias, dinheiro e até outro carro.

SAIBA MAIS
Mulher vai fazer BO do sumiço do marido e descobre que ele foi sequestrado
Jogador de futebol desaparece em Corumbá depois de seletiva na Bolívia
‘Estado Islâmico’ captura milhares de civis no Iraque
“No telefone outra pessoa ficou conversando comigo e queria que eu fosse na casa da minha mãe pegar joias. Queriam dinheiro e outro carro”, relata o empresário que diz ainda acreditar que no total cerca de cinco pessoas participaram da ação. Depois de dizer aos bandidos que não tinha mais nada em casa, e dar várias voltas pela cidade, Rodrigo conta que foi levado para um matagal no final da Avenida Duque de Caxias.

No local ele disse que foi amarrado e enquanto um dos bandidos foi embora com o carro o outro ficou vigiando-o com uma arma apontada para ele. Depois de alguns minutos um terceiro integrante do grupo chegou. Os dois ficaram no local até cerca de 1 hora da manhã esperando outra pessoa ir buscá-los. Como ninguém apareceu, a dupla deixou Rodrigo amarrado no matagal e foram embora a pé.

O empresário diz que conseguiu se desamarrar e andou cerca de uma hora até encontrar um orelhão e avisar a esposa, que já havia procurado a polícia para relatar o desaparecimento do marido, do que havia acontecido. Rodrigo destaca que os bandidos informaram que o veículo seria levado para o Paraguai e lá vendido por cerca de R$ 8 mil, mas os bandidos procuravam outro veículo.

“Eles estavam atrás uma caminhonete, mas como me viram alí dando bobeira resolveram roubar meu carro”, diz o empresário que destaca ainda não acreditar que terá o veículo de volta. “Eles me seguraram todo esse tempo para conseguir atravessar a fronteira sem que eu denunciasse. Agora já deve tá longe”, diz.

Acreditando que tudo aconteceu por falta de segurança no estacionamento do shopping, Rodrigo diz que registrou um boletim de ocorrência relatando o roubo e o próximo passo é entrar uma ação contra o shopping. “Não tinha um único segurança onde eu estava, por isso meu advogado vai entrar em contato com a administração do shopping e vou entrar com uma ação. Vou fazer isso par que não aconteça com outra pessoa”, diz.

A reportagem do Jornal Midiamax entrou em contato com a assessoria de comunicação do shopping Norte Sul Plaza e através de nota fomos informados que o local está verificando o ocorrido e colaborará com a investigação da polícia para elucidar o caso o mais rápido possível.

Comentarios

Más popular

Arriba