Otros

Em Ponta Pora estudantes mantêm acampamento em escola e recebem doações de alimentos

Estudantes mantêm acampamento em escola e recebem doações de alimentos

Escola Nova Itamarati, em Ponta Porã, é a primeira ocupada em MS na onda nacional de protestos contra o governo Temer

Entrou no segundo dia hoje (19) a ocupação da Escola Estadual Nova Itamarati, no distrito de mesmo nome em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande. Pelo menos 80 alunos do terceiro ano do ensino médio estão acampados no local desde ontem cedo.

Veja Mais
› Estudantes ocupam escola da Nova Itamarati contra governo Temer
› Polícia do Paraguai destrói produção de maconha na fronteira com MS

Com dois mil alunos e uma das maiores instituições públicas do estado, a Escola Nova Itamarati é a primeira ocupada por estudantes em protesto contra o governo federal em Mato Grosso do Sul.

O protesto, por tempo indeterminado, é contra a aprovação da PEC 241, que cria um teto para os gastos públicos e congela as despesas do governo federal. Os estudantes também protestam contra a reforma do ensino médio e a lei da mordaça, propostas encaminhadas pelo governo Michel Temer e em discussão no Congresso Nacional.

Uma das líderes do protesto, Caroline Ximenes Borralho, disse que os alunos receberam doações de alimentos e estão cozinhando na própria escola. Eles prepararam o jantar ontem, o café da manhã e o almoço de hoje.

Pão, macarrão, arroz, feijão e óleo foram doados por empresas do distrito, pelo sindicato dos professores e por dois vereadores de Ponta Porã.

“Os alunos estão cuidando da escola, limpando e cozinhando, mas não estamos usando a merenda escolar. Vamos usar doações arrecadadas de pessoas que apoiam a causa”, informou Caroline.

Com 15 mil habitantes, o distrito de Nova Itamarati foi criado no final do ano passado e reúne os dois assentamentos rurais instalados na antiga Fazenda Itamarati, comprada pelo governo federal em 2002 e distribuída a trabalhadores rurais.

Comentarios

Más popular

Arriba