Brasil

Economia reage e empresas de Dourados já oferecem mais empregos

O aumento no número de vagas está mais acentuado nos setores do comércio e construção civil –
A economia brasileira começa a dar sinais de recuperação. E o município de Dourados, organizado administrativamente pelo prefeito Murilo reage rapidamente. O número de vagas de empregos oferecidos na Casa do Trabalhador já subiu da média de 40 a 50 para 90 a 100 por dia. No ano passado a Casa oferecia mais de 100 vagas por dia.
PUBLICIDADE.
13226775_132649397151746_3477280541821987743_n

De acordo com Eudúlia Delgado, coordenadora da Casa do Trabalhador em Dourados, o crescimento das vagas ocorre em função da retomada das contratações pelos setores de comércio e construção civil. Nesta semana há várias vagas para vendedor comercial e auxiliar de escritório, servente de pedreiro e carpinteiro, por exemplo. Para a área de serviços há várias vagas também, como por exemplo, para contador.

O Brasil enfrenta forte recessão econômica desde meados do ano passado. Dourados, organizado administrativamente, como polo regional forte e embalado pelos investimentos em obras públicas de infraestrutura viabilizadas pelo prefeito Murilo, demorou a sofrer os impactos da crise, mas, a partir de fevereiro desde ano houve uma retração nas contratações. Agora começa a fluir a geração de empregos novamente.

A Casa do Trabalhador localiza-se na Avenida Weimar G. Torres, 1.680-B, no centro de Dourados. Funciona por parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Dourados, através da Semdes (Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável). O telefone é 067 3421 9031.

O atendimento na Casa do Trabalhador é feito das 7h30 às 13h30, de segunda a sexta-feira. A unidade de Dourados atende também os municípios de Douradina, Itaporã, Fatima do Sul, Jateí, Juti, Caarapó.

EMPRESAS e INCLUSÃO

As empresas interessadas em ofertar vagas também pode procurar a Casa do Trabalhador, que funciona como uma agência pública de apoio ao trabalhador e às empresas e de fomento ao desenvolvimento econômico.

A Casa do Trabalhador também recebe currículos de pessoas com deficiência para trabalhar na indústria, comércio e serviços. Estão sendo oferecidas neste momento 3 vagas para indústria e comércio.

A inclusão das pessoas com deficiência é garantida pela Lei de Cotas (Lei Federal nº 8.213/91). A Lei obriga as empresas com mais de 100 funcionários a incluírem pessoas com deficiência (PcD) ou beneficiário reabilitado no seu quadro de efetivos.

PUBLICIDADE:
4f1e9f02569b857c13e0ec00c0375aff

Comentarios

Más popular

Arriba